Últimas notícias

EUA proíbe dispositivos eletrônicos em cabines em voos diretos de 10 aeroportos em nações de maioria muçulmana

EUA proíbe dispositivos eletrônicos em cabines em voos diretos de 10 aeroportos em nações de maioria muçulmana
Março 22
13:12 2017

Os EUA anunciaram no final da segunda-feira que dispositivos eletrônicos maiores que um celular serão proibidos na cabine de passageiros em voos de 10 aeroportos em oito países de maioria muçulmana, incluindo a Turquia.

De acordo com uma nota do publicada por funcionários do Departamento de Segurança Doméstica na noite de segunda-feira, os itens com restrição incluem computadores, tablets, câmeras, impressoras portáteis e videogames maiores que um celular ou smartfone.

Os 10 aeroportos afetados pela proibição são o Aeroporto Internacional Rainha Alia na Jordânia, Aeroporto Internacional do Cairo no Egito, Aeroporto Internacional Ataturk na Turquia, Aeroporto Internacional Rei Abdulaziz e Aeroporto Internacional Rei Khalid na Arábia Saudita, Aeroporto Internacional Kuwait no Kuwait, Aeroporto Internacional Mohammed V em Marrocos, Aeroporto Internacional Hamad no Catar, e o Aeroporto Internacional Dubai e o Aeroporto Internacional Abu Dhabi nos Emirados Árabes Unidos.

As companhias aéreas afetadas são a Royal Jordanian, Egypt Air, Turkish Airlines, Saudi Arabian Airlines, Kuwait Airways, Royal Air Maroc, Qatar Airways, Emirates and Etihad Airways para voos diretos para os EUA. Contudo, as restrições não se plicarão às tripulações das aeronaves.

As companhias aéreas receberam 96 horas, começando às 07:00 GMT na terça-feira, para proibirem dispositivos maiores que um celular ou smartfone nas cabines. A proibição não tinha data de término.

A nova proibição americana afetará passageiros em cerca de 50 voos por dia vindos de alguns dos centros mais movimentados no Oriente Médio, Turquia e Norte da África.

Enquanto que as autoridades do Departamento de Segurança Doméstica disseram que a restrição era baseada em relatórios da inteligência sobre grupos extremistas que possuem um interesse contínuo em montar atentados e ataques contra alvos da aviação americana.

Fonte: www.turkishminute.com

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Mailer