Últimas notícias
  • Forte terremoto atinge a Grécia, Chipre, Turquia e Egito Um forte terremoto atingiu várias ilhas na Grécia e outras regiões do Mediterrâneo Oriental, incluindo a região sul da Antália na Turquia, bem como cidades no Egito. ...
  • UE diz que Turquia ainda está “recuando” nas reformas e sombria nas chances de adesão O executivo da União Europeia disse na terça-feira que a candidatura da Turquia à adesão ao bloco havia "parado" em meio a sérias deficiências democráticas, em seu relatório anual mais crítico desde que Ancara iniciou as negociações de adesão há 16 anos. ...
  • Embaixada da Turquia nas Filipinas espionou 29 críticos de Erdoğan A Embaixada da Turquia nas Filipinas espionou os cidadãos turcos no país e encaminhou a lista de perfis ilegais para Ancara, o que levou ao lançamento de procedimentos judiciais infundados contra eles, informou o Nordic Monitor, citando documentos legais. ...
  • Lira turca atinge recorde de baixa enquanto Erdogan despede banqueiros centrais A lira turca afundou a uma baixa recorde em relação ao dólar americano na quinta-feira depois que o presidente Recep Tayyip Erdoğan demitiu três membros do banco central em um decreto no meio da noite, informou a Agence France-Presse. ...
  • Condições de trabalho degradantes expulsam médicos da Turquia Milhares de médicos estão deixando a Turquia como resultado dos baixos salários aliados à violência que enfrentam de pacientes zangados e seus familiares, uma situação só agravada pela pandemia do coronavírus e pela crise econômica resultante. ...
  • SADAT, “Exército paralelo” de Erdoğan, pode assassinar dissidentes O notório chefe da máfia turca, Sedat Peker, alegou em uma série de tweets que a SADAT, um grupo paramilitar ligado ao Presidente Recep Tayyip Erdoğan, poderia possivelmente realizar assassinatos de dissidentes que vivem na Turquia e no exterior num futuro próximo, noticiou a mídia local. ...
  • Deputado pede a libertação de paciente com câncer terminal Um deputado do Partido Democrata Popular (HDP), pró-curdo, pediu a libertação imediata de Ayşe Özdoğan, uma mulher criticamente doente que sofre de uma forma rara de câncer e foi enviada para a prisão para cumprir uma sentença de condenação por vínculos com o movimento Hizmet no início deste mês, informou a mídia local. ...
  • Outro Dia, Outro Expurgo no Banco Central da Turquia As cabeças estão rolando no banco central da Turquia, desta vez por não baixar as taxas de juros agressivamente o suficiente. Cortes mais profundos provavelmente virão, talvez logo na próxima semana. Este é um jogo perigoso quando a maior parte do mundo está se movendo na direção oposta. É improvável que uma moeda já maltratada se saia bem, e qualquer fragmento de credibilidade que a política monetária tenha deixado neste icônico mercado emergente será corroído. ...
  • O advogado do Twitter na Turquia tuita discurso de ódio contra o movimento Hizmet O advogado Gönenç Gürkaynak, que representa o Twitter na Turquia, usou de discurso de ódio contra apoiadores do movimento Hizmet numa série de tweets no sábado, perguntando se consideravam exterminar-se a si próprios, informou na segunda-feira o Stockholm Center for Freedom. ...
  • O Alto Custo de uma Turquia Imprevisível Faltando vinte meses para as eleições legislativas e presidenciais na Turquia, o debate político será feroz. O Ocidente poderá optar por não ver a sua relação com Ancara deteriorar-se ainda mais.  ...

“ A Casa de Papel ” acusada de propaganda contra Erdogan na Turquia

“ A Casa de Papel ” acusada de propaganda contra Erdogan na Turquia
abril 14
10:00 2018

A série espanhola da Netflix que está a dar que falar correu (e corre) mundo. Até agora, apenas por bons motivos: um enredo especial, personagens carismáticas com nomes de cidades e o suspense sempre presente. Sim, estamos a falar de “ A Casa de Papel ”. A segunda temporada da criação de Álex Pina está, contudo, a ser alvo de críticas na Turquia depois de um trailer partilhado pela Netflix Turquia no Twitter oficial. O comentador televisivo Ömer Turan, da Akit TV, considera que a segunda temporada tem “mensagens subliminares para os opositores do presidente Erdogan”.

O comentador turco fez vários comentários no Twitter sobre o trailer da segunda temporada de “A Casa de Papel” — que pode ver abaixo. “No trailer, homens e mulheres com macacões vermelhos atravessam os sítios mais simbólicos em Istambul com a música “Bella Ciao” e dirigem-se para o seu ponto de encontro, Kadıköy”, escreve Turan no seu Twitter, acrescentando que “vocês podem achar normal que eles se encontrem em Kadıköy, o símbolo da oposição a Erdogan, mas eu não acho que seja normal”.

O comentador considera que a mensagem é dirigida aos partidos opositores ao AKP, partido islamista-conservador no poder na Turquia desde 2002. Como escreve o jornal El Español, as mensagens incitam a oposição, “especialmente os membros do FETO, (organização terrorista) a sair às ruas”. Turan diz que a mensagem pode mesmo conduzir a um golpe militar.

Numa das partes do trailer pode ainda ler-se “Berlín é o nosso pai”, o que, para o turco Turan “não é [uma mensagem] subliminar, é uma mensagem clara e internacional”.

Os utilizadores do Twitter e fãs da série tentaram mesmo explicar ao comentador que a série fala sobre um assalto à Casa da Moeada espanhola, na qual os assaltantes, que vão imprimir o seu próprio dinheiro — 2,4 mil milhões de euros –, têm nomes de cidades e Berlín, interpretado por Pedro Alonso, é um deles. Mas o comentador levou a “mensagem” para o campo económico e burocrático: “Os que seguem a série talvez tenham uma explicação. Mas, para mim, [a mensagem] tem a ver com a economia, a burocracia, o banco central e o aumento do dólar”, escreveu.

Ömer Turan vai mais longe e diz que mensagens subliminares estão presentes “do princípio ao fim” do trailer. Mas não é o único. Também Melih Gökçek, ex-prefeito de Ancara, assegura que o trailer está a incitar o assassinato de Ali Koç — um dos homens de negócios mais importantes da Turquia –, que surge destacado a subir as escadas rolantes.

A verdade é que com a nova lei da internet, aprovada no final de março, que permite a regulação do conteúdo online, este conteúdo pode ser eliminado. Se se chegar à conclusão de que “A Casa de Papel” está mesmo a enviar uma mensagem política, a Netflix pode ser forçada a eliminá-la na Turquia, ou arriscar-se a ser completamente bloqueada pelas autoridades — tal como aconteceu com a Wikipédia em 2017.

Originalmente publicado em: https://observador.pt/

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer