Últimas notícias

Autoridades censuram Enciclopédia do Islã por suposta influência de Gulen

Autoridades censuram Enciclopédia do Islã por suposta influência de Gulen
Fevereiro 06
14:49 2018

A Enciclopédia do Islã da Fundação dos Assuntos Religiosos (TDV), que é afiliada ao Diretório de Assuntos Religiosos (Diyanet) da Turquia, discutivelmente umas das mais importantes coleções do mundo de conhecimento islâmico, supostamente foi censurada na Internet devida a sua suposta relação com os ensinamentos do Movimento Gulen.

O Prof. Dr. Ayhan Tekines, que já foi funcionário da Universidade Fatih, que foi confiscada e fechada pelo governo em 2016 sob um estado de emergência declarado logo após a tentativa de golpe em 15 de julho de 2016, declarou que alguns dos artigos na versão digital da Enciclopédia do Islã da TDV foram removidos porque foram escritos originalmente por estudiosos próximos so Movimento Gulen, informou o site de notícias Kronos.

Apontando que esse tipo de comportamento é desrespeitoso ao comitê de ciência que primeiro aprovou esses artigos, Tekines disse que ficou sabendo nas mídias sociais que artigos escritos pelo Prof. Dr. Suat Yildirim sobre Said Nursi, cujos ensinamentos mais tarde inspiraram o Movimento Gulen da Turquia, foram emendados e subsequentemente censurados.

Tekines destacou que escreveu 19 artigos para a enciclopédia incluídos após a letra “I” a respeito de conceitos sobre os hadith, introduções dos livros e outros tópicos.

Tekines disse que escrever os artigos para a enciclopédia foi oferecido a ele por peritos que estavam responsáveis pelas seções dos hadith no livro e enfatizou que esse comportamento era desrespeitoso à escrita e publicação dos materiais e à delegação científica que as aprovou.

“Um desses artigos é o ‘ilel-ul-Hadith’, que era a minha tese de graduação. Essa tese foi aprovada pelas pessoas que, até recentemente, presidiam as instituições que publicam a enciclopédia. Os artigos na enciclopédia foram checados e publicados por um comitê de ciência depois que foram escritos. Esses estudiosos são também os professores de membros do conselho dos Assuntos Religiosos e em particular o chefe do Diretório de Assuntos Religiosos”, disse Tekines.

Dizendo que essas práticas fizeram mal à posição da comunidade religiosa na Turquia, ele falou: “O diretor de assuntos religiosos e eu nos conhecemos desde que ele era um muezzin na Mesquita Fatih em 1985. E trabalhamos juntos na Universidade Sakarya por 17 anos. Espero que ele não esteja ciente dessas práticas”, disse ele.

“Juntamente às minhas contribuições, eles também removeram artigos escritos pelo Prof. Dr. Suat Yildirim e também informações sobre o erudito islâmico Fethullah Gulen do artigo sobre Said Nursi. Isso é o que sei no momento”, acrescentou Tekines.

O projeto da enciclopédia, que foi lançado em 1983 e que publicou seu primeiro volume em 1988, foi completado em dezembro de 2017, tendo produzido um total de 44 volumes. Ele foi realizado com o apoio de mais de 2.000 peritos e estudiosos do Islã.

Cobrindo uma ampla gama de tópicos, incluindo ciências, história, geografia, cultura e civilizações islâmicas, a enciclopédia contém 15.226 artigos, citando por volta de 500 fontes. Quando os subtítulos são incluídos, os artigos totalizam 16.855.

(Stockholm Center for Freedom [SCF])

Fonte: www.turkishminute.com

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Mailer