Últimas notícias

15 de julho substitui 3 feriados nacionais em comemorações escolares

15 de julho substitui 3 feriados nacionais em comemorações escolares
setembro 16
10:27 2017

De acordo com uma nova instrução enviada a escolas por toda a Turquia pelo Ministério dos Assuntos Nacionais (MEB), o aniversário da tentativa fracassada de golpe de 15 de julho de 2016 será comemorado em escolas enquanto que três feriados nacionais não são mencionados na lista de dias significantes a se lembrar.

A notícia estourou nas mídias sociais entre preocupações com a eliminação do secularismo e da história na Turquia moderna, intensificadas depois de uma troca para uma presidência executiva sob Recep Tayyip Erdogan.

De acordo com a nova diretiva, os feriados nacionais de 23 de abril, 19 de maio e 29 de outubro não são listados entre os dias a se comemorar em escolas. De acordo com críticos, uma exclusão dessas pode levar à omissão de celebrações de dias nacionais introduzidos por Mustafa Kemal Atatürk na ausência de uma instrução oficial às escolas.

Recentemente, o ministro turco da Educação, Ismet Yilmaz, disse que um novo currículo escolar nacional excluirá a teoria da evolução mas incluirá o conceito da Jihad, ou guerra santa, como parte da Lei Islâmica em livros escolares.

Yilmaz havia dito o seguinte: “A Jihad é um elemento em nossa religião; ela está em nossa religião… O dever do Ministério da Educação é ensinar cada conceito digno corretamente. É também o nosso trabalho corrigir coisas que são percebidas, vistas ou ensinadas erroneamente.”

Em referência à remoção da teoria da evolução do novo currículo, Yilmaz disse que ela não foi incluída “porque está acima no nível dos estudantes e não diretamente relevante.”

Yilmaz também disse que a tentativa fracassada de golpe do ano passado seria mencionada nas aulas enquanto que a luta nacional, liderada pelo fundador da Turquia moderna, Mustafa Kemal Atatürk, estava sendo discutida.

Ele acrescentou que os estudantes serão ensinados sobre grupos terroristas, tais como a “Organização Terrorista Fethullahista” (FETÖ), o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) e o Estado Islâmico no Iraque e no Levante (ISIL).

“FETÖ” é uma termo usado por círculos do governo para se referirem ao Movimento Gülen, que é baseado na fé, um movimento da sociedade civil inspirado pelas opiniões e ideias de Fethullah Gülen, erudito islâmico turco radicado nos Estados Unidos, que é acusado pelas autoridades turcas de arquitetar e liderar o golpe fracassado do ano passado.

Uma ampla caça às bruxas contra os seguidores de Gülen foi lançada pelo governante Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP) e pelo Presidente Recep Tayyip Erdogan, apesar de Gülen ter negado qualquer envolvimento no golpe, propondo o estabelecimento de uma comissão internacional para investigar a tentativa de golpe.

Fonte: www.turkishminute.com

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer