Últimas notícias

O advogado do Twitter na Turquia tuita discurso de ódio contra o movimento Hizmet

O advogado do Twitter na Turquia tuita discurso de ódio contra o movimento Hizmet
outubro 14
20:59 2021

O advogado Gönenç Gürkaynak, que representa o Twitter na Turquia, usou de discurso de ódio contra apoiadores do movimento Hizmet numa série de tweets no sábado, perguntando se consideravam exterminar-se a si próprios, informou na segunda-feira o Stockholm Center for Freedom. 

“Para mim e para pessoas que pensam como eu, aqueles membros da FETÖ [um termo depreciativo utilizado pelo governo turco para se referir ao movimento Hizmet como uma organização terrorista] que começaram a seguir-me [no Twitter] depois de eu ter criticado o AKP [acrônimo do Partido da Justiça e Desenvolvimento que governa a Turquia] não foram transformados em pessoas prejudiciais à pátria depois das [investigações de corrupção de] 17-25 de dezembro [de 2013]”, tuitou Gürkaynak. “Foram sempre. E eles [agora] culpam-me por usar a ‘linguagem do AKP’ quando eu digo: ‘Nunca consideram se exterminar pondo-se em chamas?‘”. 

Gürkaynak apagou o seu tweet na segunda-feira, após uma enxurrada de críticas. Alguns usuários reportaram o tweet ao Twitter, enquanto outros enviaram queixas às associações de advogados a que Gürkaynak pertence. 

    Apelar ao genocídio contra um grupo de pessoas deve ter consequências em países democráticos. Você não escapará com isto simplesmente apagando o seu tweet. @GurkaynakGonenc 

    Cc: @NYCBarAssn https://t.co/PnJtgSbe0W pic.twitter.com/RtkaRvYG44 

    – Servet Akman (@servetakman_) 11 de outubro de 2021 

Gürkaynak é sócio fundador da ELIG Gürkaynak Attorneys-at-Law, uma sociedade de advogados líder sediada em Istambul. É membro das associações de advogados de Nova Iorque e Bruxelas. Twitter está entre os clientes que representa na Turquia. 

O Presidente turco Recep Tayyip Erdoğan tem como alvo os seguidores do movimento Hizmet, um grupo baseado na fé inspirado no clérigo turco Fethullah Gülen, desde as investigações de corrupção de 17-25 de dezembro de 2013, que implicaram o então Primeiro-ministro Erdoğan, os seus familiares e o seu círculo interno. 

Descartando as investigações como um golpe e conspiração do Hizmet contra o seu governo, Erdoğan designou o movimento como uma organização terrorista e começou a alvejar os seus membros. Prendeu milhares, incluindo muitos procuradores, juízes e agentes da polícia envolvidos na investigação, bem como jornalistas que fizeram reportagens sobre os mesmos. 

Erdoğan intensificou a repressão contra o movimento após uma tentativa de golpe de estado a 15 de julho de 2016, que acusou Gülen de ser o mandante. Gülen e o movimento negam fortemente o envolvimento no golpe abortivo ou em qualquer atividade terrorista. 

De acordo com uma declaração do Ministro do Interior Süleyman Soylu em 20 de fevereiro, um total de 622.646 pessoas foram objeto de investigação e 301.932 foram detidas, enquanto 96.000 outras foram presas devido a alegadas ligações ao movimento Hizmet desde o golpe fracassado. O ministro disse que há atualmente 25.467 pessoas nas prisões da Turquia que foram presas devido a alegadas ligações ao movimento. 

Fonte: https://turkishminute.com/2021/10/12/tters-lawyer-in-turkey-tweets-hate-speech-against-gulen-movement/  

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer