Últimas notícias

Situação nas prisões turcas é tragédia humana, diz líder curdo preso

Situação nas prisões turcas é tragédia humana, diz líder curdo preso
setembro 10
12:44 2020

Selahattin Demirtaş, o ex-presidente do Partido Democrático do Povo Curdo (HDP), e que está preso, descreveu a atual situação nas prisões da Turquia como uma “tragédia humana” em uma entrevista publicada na segunda-feira.

Ruşen Çakır, um jornalista turco independente, conduziu uma entrevista com o político preso, na qual respondeu a perguntas sobre o cenário político atual, bem como sobre sua situação pessoal.

Respondendo a uma pergunta sobre a recente negação de uma visita de suas filhas, Demirtaş disse: “Uma tragédia humana está ocorrendo em todas as prisões do país. Não acho que seria certo fazer um grande alarido por não ser capaz de ver minhas duas filhas enquanto há sérios problemas nas prisões, que vão desde a morte à tortura e do isolamento a problemas de saúde.”

As instalações penais do país albergam mais de 200.000 reclusos, segundo dados oficiais.

O parlamento aprovou em abril um projeto de lei para conter a disseminação da COVID-19 nas prisões, que garantiu a libertação de um terço dos presos, reduzindo o número total de presos do original 300.000.

Grupos de direitos humanos criticaram a lei por excluir presos políticos.

Dezenas de milhares são mantidos atrás das grades por suposta filiação com o movimento Hizmet, um grupo religioso inspirado na fé, diálogo e educação, que a Turquia considera uma organização terrorista e acusa de orquestrar um golpe fracassado em 2016, bem como devido a supostas ligações com o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), um grupo armado que luta pelo autogoverno curdo desde 1984.

Demirtaş foi preso por causa de ligações com o PKK em novembro de 2016 e está na prisão desde então.

O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos em 20 de novembro de 2018 decidiu que a prisão preventiva de Demirtaş violou a Convenção Europeia dos Direitos Humanos, pedindo sua libertação.

O presidente Recep Tayyip Erdoğan disse em sua resposta à decisão que as decisões do tribunal europeu não vinculavam a Turquia.

Após os comentários de Erdoğan, os tribunais locais rejeitaram vários pedidos de libertação de Demirtaş apresentados por seus advogados.

O tribunal de Estrasburgo também concluiu pela primeira vez em um caso originário da Turquia uma violação do Artigo 18 da Convenção Europeia sobre Direitos Humanos, que proíbe ter uma agenda oculta na restrição de direitos garantidos pela convenção. De acordo com o Artigo 18, o tribunal de Estrasburgo descreveu a prisão de Demirtaş como “motivada politicamente” e encontrou um propósito ulterior dominante por trás de sua prisão preventiva continuada.

“A Turquia deteve, processou e condenou milhares de funcionários públicos, advogados, políticos, ativistas e jornalistas por supostas ligações com esses grupos, embora não haja evidências de que cometeram crimes violentos, incitaram a violência ou forneceram apoio logístico a grupos armados ilegais”, Disse a Human Rights Watch (HRW) em um comunicado sobre a legislação proposta.

“A exclusão geral do terrorismo no projeto de lei abrange todos os prisioneiros condenados por crimes de terrorismo, não faz menção a detidos antes ou durante o julgamento por crimes de terrorismo e não faz concessões para aqueles em qualquer grupo com condições médicas crônicas para os quais COVID-19 representa um risco letal”, disse o comunicado do HRW.

De acordo com a Human Rights Association (IHD), há atualmente 1.605 presos doentes nas prisões turcas, 604 dos quais em estado crítico.

De acordo com um relatório da CNN citando descobertas de uma organização não-partidária dos EUA, pessoas encarceradas têm duas vezes mais chances de morrer de COVID-19 do que pessoas no lado de fora.

Fonte: ‘Human tragedy’ unfolding in Turkish prisons, says jailed Kurdish leader 

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer