Últimas notícias

Turquia está determinada a controlar a mídia social, diz Erdoğan

Turquia está determinada a controlar a mídia social, diz Erdoğan
julho 03
17:58 2020

A Turquia introduzirá regulamentos para controlar as plataformas de mídia social ou desativá-las, anunciou o presidente Recep Tayyip Erdoğan na quarta-feira, prosseguindo com os planos do governo depois que ele disse que sua família foi insultada online, informou a Reuters.

O ministro das Finanças, Berat Albayrak, genro de Erdoğan, disse no Twitter na terça-feira que seu quarto filho nasceu. Após o tweet, alguns usuários insultaram a esposa de Albayrak, Esra.

Usuários de 11 das 19 contas que se determinou terem compartilhado o conteúdo que insultou Albayrak e sua família foram detidos, informou a sede da polícia turca em comunicado divulgado nesta quarta-feira.

Falando aos membros de seu Partido da Justiça e Desenvolvimento (AKP), Erdoğan repetiu que seu partido introduziria novos regulamentos para controlar o uso das mídias sociais, acrescentando que um aumento de “atos imorais” nas plataformas nos últimos anos se deveu a uma falta de regulamentos.

“Você entende agora por que somos contra plataformas de mídia social como YouTube, Twitter e Netflix? Essas plataformas não se adequam a esta nação. Queremos desligar, controlá-los, trazendo (um projeto de lei) ao parlamento o mais rápido possível”, afirmou.

Ancara policia estritamente o conteúdo da mídia social, especialmente durante períodos como operações militares e a atual pandemia de coronavírus.

A Turquia criticou ferozmente o Twitter no mês passado por suspender mais de 7.000 contas que apoiavam Erdoğan, dizendo que a empresa estava difamando o governo e tentando redesenhar a política turca.

Erdoğan disse na quarta-feira que as empresas de mídia social seriam forçadas a nomear representantes na Turquia para responder a pedidos legais, que ele disse que atualmente são ignorados.

“Estamos determinados a fazer o que for necessário … e implementaremos proibições de acesso e sanções legais e fiscais após a conclusão do regulamento”, disse Erdoğan.

No entanto, um dos principais assessores de Erdoğan, o diretor de comunicações Fahrettin Altun, disse que suas observações estavam sendo tiradas do contexto, acrescentando que as empresas foram convidadas a abrir escritórios na Turquia.

“É um esforço inútil tentar apresentar a abordagem de nosso presidente como repressiva e proibicionista”, disse Altun.

Em abril, o AKP no poder incluiu medidas semelhantes nas mídias sociais em um projeto de lei principalmente sobre medidas econômicas contra o surto de coronavírus. O projeto de lei exigia que as empresas nomeassem representantes ou teriam o tamanho de sua banda cortado em até 95%, o que os tornaria  na prática inacessíveis.

As medidas foram posteriormente removidas do projeto de lei, mas os membros da oposição alertaram que voltariam à agenda.

Fonte: Turkey determined to control social media platforms, Erdoğan says: report

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer