Últimas notícias

Erdogan diz que não mais existe um problema curdo na Turquia

Erdogan diz que não mais existe um problema curdo na Turquia
junho 05
10:37 2018

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, disse que o governo do seu Partido da Justiça e Desenvolvimento (AKP) conseguiu resolver o problema curdo de longa data da Turquia durante os anos que esteve no poder e que não mais existe um problema desse tipo no país.

Discursando em um jantar de quebra de jejum (iftar) no província de Diyarbakir, que fica no sudeste, na noite de domingo, Erdogan disse: “Conseguimos solucionar o problema curdo apenas por confiarmos em Deus e no nosso povo. Na antiga Turquia, os próprios curdos eram vistos como um problema. Nenhum cidadão é visto de tal forma na Turquia de hoje. O nosso único problema é o terrorismo. E nós estamos solucionando e superando ele.”

Desde que veio ao poder em 2002, o AKP várias vezes iniciou conversas com o ilegal Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), que tem travado uma guerra sangrenta no sudeste da Turquia desde 1984 e é listado como uma organização terrorista pela União Europeia, os Estados Unidos e a Turquia, em uma aposta para resolver o problema curdo, mas todas terminaram em fracasso, desencadeando novos embates entre o PKK e os militares turcos.

“Quando comparada ao passado, existe uma Turquia mais livre e mais democrática. Não há ninguém neste país além de golpistas e amantes do terrorismo cujas liberdades foram limitadas nos últimos 16 anos. As liberdades de nenhum de nossos cidadãos foram restringidas,” disse Erdogan.

Durante os 16 anos que tem estado no poder, o AKP tomou algumas medidas para expandir os direitos desfrutados pelos curdos, mas elas são vistas em sua maioria como ações simbólicas, tais como o lançamento de uma emissora de TV curda e a restauração dos nomes de alguns lugares que eram originalmente curdos.

Os curdos ainda estão privados do direito de receberem educação em sua língua materna, e não existe uma referência a eles como cidadãos iguais na Constituição da Turquia. Essas são duas grandes exigências da população curda do país, entre muitas outras.

Além disso, dezenas de membros do Partido Democrático Popular, o maior partido pró-curdos da Turquia, estão na cadeia por acusações de terrorismo. Eles incluem os ex-presidentes do partido, Selahattin Demirtas e Figen Yuksekdag, que estão em detenção preventiva por acusações de terrorismo desde novembro de 2016.

Demirtas, curdo ele mesmo, é também o candidato presidencial do HDP para a eleição presidencial de 24 de junho.

O candidato presidencial do AKP é Erdogan.

Fonte: https://www.turkishminute.com/2018/06/04/erdogan-says-no-longer-any-kurdish-problem-in-turkey/

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer