Últimas notícias

Senador dos EUA pede por sanções contra autoridades turcas por condenação de Golge

Senador dos EUA pede por sanções contra autoridades turcas por condenação de Golge
Fevereiro 09
12:42 2018

O senador James Lankford exortou a administração dos EUA a colocar sanções contra as autoridades turcas responsáveis pela condenação do Dr. Serkan Golge, um cientista da NASA, e contra a prisão de outros cidadãos americanos.

Um tribunal turco, na quinta-feira, sentenciou Golge a 7 anos e meio na prisão. Golge, um cidadão com cidadania dupla, americana e turca, tem sido mantido por 18 meses na Prisão de Iskenderun depois de ser detidos na província Hatay enquanto estava fazendo uma visita familiar sob alegações de ser um agente da CIA e um seguidor do Movimento Gulen.

“Acabei de ficar sabendo que o cientista americano Dr. Serkan Golge foi condenado na #Turquia sem evidências plausíveis. Isso é absolutamente inaceitável. É hora de os EUA imporem sanções sobre as autoridades turcas responsáveis pela prisão errada de cidadãos americanos”, disse o Senador Lankford em sua mensagem no Twitter na quinta-feira.

“As empresas dos EUA devem ficar cautelosas ao fazerem negócios na #Turquia por medo de seus funcionários enfrentarem riscos similares. Desde 2016, a Turquia prendeu vários cidadãos dos EUA, incluindo o Dr. Andrew Brunson, sem acusação”, acrescentou Lankford.

A porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Heather Nauert, disse em uma coletiva de imprensa na quinta-feira que os Estados Unidos está profundamente preocupado com a condenação no começo do dia de Serkan Golge sob acusações de filiação a uma organização terrorista.

“ … gostaríamos de dizer que os Estados Unidos estão profundamente preocupados com a condenação em 8 de fevereiro, sem evidências plausíveis, do cidadão dos EUA Serkan Golge, por ser um membro de uma organização terrorista. Continuaremos a seguir seu caso de perto juntamente os de outros cidadãos dos EUA cujo contínuo processo sob o estado de emergência suscita sérias preocupações quanto ao respeito pela independência judicial, proteções consagradas na constituição turca, incluindo o direito do indivíduo a um julgamento justo. A segurança de cidadãos dos EUA que estejam viajando para a Turquia ou residindo lá permanece uma preocupação. Ele foi preso … em julho de 2017. Ele é um cientista da NASA …. Gostaríamos de exortar o governo turco a encerra o prolongado estado de emergência, a soltar os detidos arbitrariamente sob autoridades de emergência e a salvaguardar o estado de direito consistentemente com as obrigações e comprometimentos domésticos e internacionais da própria Turquia”, disse ela.

O promotor enviou como evidência no caso uma declaração de um informante anônimo, uma conta no banco Bank Asya pertencendo a Golge e uma nota de um dólar encontrada no quarto de seu irmão. Notas de dólar são consideradas pelo governo turco como um sinal secreto de conexões com o erudito islâmico turco radicado na Pensilvânia, Fethullah Gulen, que é culpado pela tentativa de golpe na Turquia, uma acusação que ele nega fortemente.

Golge negou, em uma audiência de 13 de outubro, que a nota de um dólar pertencia a ele. A respeito da conta em um banco ligado ao Movimento Gulen, ele diz que tem contas em outros bancos também, incluindo o Kuveyt Turk, pois ele prefere qualquer banco que pague o interesse mais alto. Golge negou filiação à organização “FETO”, um termo derrogatório usado pelo regime de Recep Tayyip Erdogan para se referir ao Movimento Gulen.

Golge foi para os Estados Unidos para fazer um Ph.D. em física em 2003 e ficou por lá. Antes de sua prisão, estava trabalhando como um pesquisador sênior na NASA como parte de um projeto de aterrisar humanos na lua. Golge tem sido mantido em confinamento solitário na Prisão de Iskenderun no sul da Turquia por mais de um ano.

A Turquia suspendeu ou dispensou mais de 150.000 juízes, professores, policiais e outros funcionários públicos desde julho de 2016 sob um estado de emergência declarado logo após a tentativa de golpe. O ministro do interior anunciou em 12 de dezembro de 2017 que 55.665 pessoas foram presas. No dia seguinte o Ministério da Justiça disse que 169.013 pessoas estiveram sujeitas a procedimentos legais sob acusações de golpe des o golpe fracassado.

Fonte: www.turkishminute.com

Artigos relacionados

1 Comentário

Escreva um comentário

Mailer