Últimas notícias

Erdogan quer que perspectiva nacional permeie universidades, mídia e empresas

Erdogan quer que perspectiva nacional permeie universidades, mídia e empresas
setembro 28
14:05 2017

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, disse que uma perspectiva local e nacional deve ser embutida na mídia, universidades e empresas devido ao seu impacto no público.

As observações de Erdogan vieram hoje durante um discurso na cerimônia de graduação da academia de polícia em Ancara.

Argumentando que nenhuma outra ideologia deva ser permitida a preceder interesses nacionais, Erdogan enfatizou a significância de lutar contra os que estão tentando dividir a Turquia.

“Em campos que possuem um impacto forte sobre o público, tais como a mídia, ensino superior e o mundo empresarial, devemos embutir o entender local e nacional. Não devemos permitir qualquer mentalidade, não importa qual seja sua aparência, justificativa ou disfarce, que se considere acima dos interesses do Estado e da Nação, reinar nesses campos. Isso, para nós, deve ser indispensável,” disse Erdogan.

Logo após uma tentativa de golpe frustrada em julho de 2016, 5.717 acadêmicos em 117 universidades foram dispensados de seus empregos devido a decretos do governo emitidos sob um estado de emergência, informou o site de notícias Diken em 20 de setembro.

O vice primeiro-ministro turco, Numan Kurtulmus, disse em julho que o governo confiscou 966 empresas de pessoas supostamente ligadas ao movimento Gülen, como parte de uma caça às bruxas lançada logo após a tentativa fracassada de golpe.

“Além disso, 4.888 propriedades dessas 966 empresas também foram confiscadas e transferidas para o Ministério das Finanças,” disse Kurtulmus.

A Turquia está classificada em 155ª de 180 países no Índice Mundial de Liberdade de Imprensa 2017 dos Repórteres Sem Fronteiras (RSF). A situação da mídia na Turquia se tornou crítica sob o estado de emergência proclamado após a tentativa de golpe.

Cerca de 170 jornalistas ainda estão na cadeia. A Associação dos Jornalistas Contemporâneos (ÇGD) da Turquia anunciou recentemente que mais de 900 carteiras de jornalista foram canceladas.

Fonte: www.turkishminute.com

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer