Últimas notícias

Erdogan acusa Myanmar de ‘ terrorismo budista ’ contra os muçulmanos Rohingya

Erdogan acusa Myanmar de ‘ terrorismo budista ’ contra os muçulmanos Rohingya
setembro 25
16:36 2017

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, acusou hoje a administração de Myanmar de travar um “ terrorismo budista ” contra os muçulmanos Rohingya no país e rechaçou o governo de Yangon por realizar um genocídio contra povos muçulmanos no estado de Rakhine.

Falando durante a Conferência Internacional de Ombudsman em Istambul hoje, Erdogan lamentou o fracasso da comunidade internacional em impôr sanções sobre o governo de Myanmar devido à sua campanha.

“Existe um genocídio muito claro lá. Estou dizenso isso claramente, e eles podem ficar perturbados: Os que falam ao mundo sobre o ‘terrorismo islâmico’ também falam sobre o ‘terrorismo cristão,’ o ‘terrorismo judeu’ ou o ‘terrorismo budista’? Não. Eles sempre mostram os budistas como embaixadores da boa-vontade. Mas na verdade existe um ‘terrorismo budista’ ocorrendo em Myanmar neste momento,” disse Erdogan.

De acordo com a AFP, mais de 430.000 muçulmanos Rohingya fugiram pela fronteira até Bangladesh de uma campanha militar que a ONU diz que provavelmente resulta em uma limpeza étnica da minoria sem estado.

Antes do pico mais recene de violência, havia mais de 1 milhão de Rohingyas no inquieto estado de Rakhine de Myanmar no oeste do país majoritariamente budista.

“Sem dúvidas eles vão cair matando em cima de Erdogan. Que façam isso. Não sei como vocês podem encobrir isso comyoga, schmoga. Isso aqui é um fato. E toda a humanidade precisa saber disso,” acrescentou ele.

Erdogan alegou que haveria mais dezenas de milhares de mortes “se a Turquia não houvesse contado ao mundo” sobre os eventos em Myanmar.

Fonte: www.turkishminute.com

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Mailer