Últimas notícias

Líder ultranacionalista diz que o sistema judicial da Turquia está vivendo sua era de ouro

Líder ultranacionalista diz que o sistema judicial da Turquia está vivendo sua era de ouro
junho 21
12:54 2017

Em uma época em que o judiciário turco está sob crítica intensa por agir sob ordens do governo, o presidente do Partido da Pátria Ultranacionalista (VP), Dogu Perincek, disse ontem que o sistema judicial da Turquia está vivendo sua era de ouro.

“Este é um sistema judicial ruim? Onde você vai encontrar um melhor que este? Este aqui é ruim porque estão processando e prendendo membros da FETO (um termo derrogatório usado por círculos do governo para se referirem ao movimento Gulen, que é baseado na fé)? É por isso que estou dizendo que esta é a era de ouro [do judiciário]”, disse Perincek.

Suas declarações apareceram durante uma transmissão ao vivo na emissora Ulusal Kanal TV.

Perincek também disse durante um programa de rádio que todas as pessoas nas prisões eram ou do ilegal Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) ou do movimento Gulen, que é acusado pelas autoridades turcas de estar por detrás de uma tentativa de golpe fracassada em julho passado, e que injustiças poderiam ser ignoradas.

A tentativa de golpe militar em 15 de julho de 2016 matou mais de 240 pessoas e feriu mais de mil outras. Imediatamente após a tentativa de golpe, o governo do Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP) juntamento ao Presidente Recep Tayyip Erdogan colocaram a culpa no movimento Gulen, uma alegação fortemente negada pelo movimento, e iniciaram um amplo expurgo com o objetivo de limpar os simpatizantes do movimento de dentro das instituições estatais, desumanizando suas figuras populares e colocando-as em custódia.

De acordo com o site de notícias t24, o governo dispensou 4.238 dos 14.661 juízes e promotores da Turquia desde 15 de julho.

O governo foi criticado por usar a tentativa de golpe como uma desculpa para expurgar juízes e promotores e substituí-los com nomes próximos ao governante Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP) e ao Presidente Erdogan.

Baris Yarkadas, deputado de Istambul pelo oposicionista Partido Popular Republicano (CHP), recentemente disse que o governo do AKP havia recrutado para a posição de juíz 800 advogados que possuem laços com o partido.

Bozdag, o ministro da justiça, em 17 de agosto anunciou um plano do governo para nomear 8.000 novos juízes e promotores até o fim de 2016.

Em 8 de dezembro de 2016, as Redes Europeias de Conselhos para o Judiciário (RECJ) suspenderam a condição de observador do Conselho Supremo de Juízes e Procuradores da Turquia (HSYK) e o excluiu da participação em atividades das RECJ devido a suspensão e demissão em massa de juízes e promotores e o fracasso em cumprir com os Padrões Europeus para Conselhos para o Judiciário.

Apesar das diferenças ideológicas com o AKP e o Presidente Erdogan, Perincek, que é conhecido por suas opiniões pró-Rússia e fascistas, apoia abertamente o expurgo e a caça às bruxas de Erdogan contra o movimento Gulen.

Fonte: www.turkishminute.com

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer