Últimas notícias

Putin: As relações com a Turquia estão normalizadas

Putin: As relações com a Turquia estão normalizadas
Maio 03
17:27 2017

O presidente russo, Vladimir Putin, anunciou hoje que as desgastadas e tensas relações entre Ancara e Moscou agora foram normalizadas quando seu colega turco, Recep Tayyip Erdogan, fez uma segunda visita à Rússia depois de vários meses.

Falando em uma conferência coletiva de imprensa com Erdogan em Sôtchi hoje, Putin disse que as relações entre a Rússia e a Turquia alcançaram uma condição especial e que estão sendo completamente restauradas depois que deterioraram logo após o abatimento do caça Russo feito pela Turquia no final de 2015, perto da fronteira síria, por suposta violação do espaço aéreo turco.

“É bom anunciar isso hoje. Todas as sanções possuem efeitos ruins na economia. … Nós concordamos em revogar todas [as sanções]. É claro, podemos deixar as coisas convenientes para peritos, visitantes normais à Rússia. É claro, nós não vamos fechar o nosso mercado para os tomates turcos para sempre”, disse ele.

Erdogan disse durante a coletiva de imprensa que a Turquia e a Rússia possuem um trabalho sério à frente e uma pesada responsabilidade sobre seus ombros a respeito do destino de toda a região, especialmente a Síria.

Putin também parabenizou Erdogan pelos resultados do referendo de 16 de abril sobre emendas constitucionais que expandiram seus poderes como presidente e que vão introduzir uma presidência executiva na Turquia.

Cessar-fogo sírio fica no topo da agenda das conversas entre Erdogan e Putin na Rússia

Durante a coletiva de imprensa em Sôtchi hoje, Putin disse que o principal ítem na agenda na reunião deles era a situação na Síria, pois tanto Ancara e Moscou tem o objetivo de consolidar um cessar fogo no país.

De acordo com o Hurriyet Daily News, a Rússia sugeriu que a Turquia implantasse forças de monitoramento do cessar-fogo na Síria depois de Moscou ter estabelecido a mesma missão na região de Afrin, ao norte. A Rússia aumentou a proposta de uma missão de monitoramento da trégua pela segurança turca na região depois que Moscou implantou tropas perto do Aeroporto de Menagh na região de Afrin em março, em colaboração com as Unidades de Proteção dos Povos (YPG).

Enquanto que a Rússia e os EUA apoiaram as YPG na luta contra o Estado Islâmico (ISIS) na Síria, a Turquia repetidamente pediu a Moscou e a Washington que cortassem seus laços com as YPG curdas, pois Ancara as considera como um grupo terrorista devido às suas ligações com o ilegal Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).

Em 2 de maio, Putin teve uma ligação telefônica com o presidente americano, Donald Trump, que sinalizou perspectivas melhores para a cooperação na Síria.

Uma declaração do Kremlin disse ontem que Trump e Putin concordaram em dar um impulso nos esforços diplomáticos para resolverem a guerra civil síria, que tem deixado centenas de milhares mortos e milhões mais sem onde morar.

A Casa Branca também anunciou que enviará um alto funcionário do Departamento de Estado às conversas sobre a Síria que começaram hoje na capital do Cazaquistão, Astana.

Fonte: www.turkishminute.com

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Mailer