Últimas notícias

Merkel exorta Erdogan a defender a liberdade de opinião e imprensa

Merkel exorta Erdogan a defender a liberdade de opinião e imprensa
fevereiro 02
16:34 2017

A Chanceler alemã Angela Merkel disse que enfatizou a importância da liberdade de imprensa e da liberdade de opinião na Turquia durante conversas com o Presidente Recep Tayyip Erdogan na quinta-feira em Ancara.

“Com a tentativa de golpe, vimos como o povo turco defendeu a democracia e as regras da democracia na Turquia”, disse Merkel, em referência a uma tentativa de golpe fracassada em 15 de julho de 2016.

“É exatamente por essa razão, nesta fase decisiva, que é importante que a liberdade de opinião seja defendida, e em conexão com isso nós conversamos sobre liberdade de imprensa”, acrescentou ela, sentada ao lado de Erdogan em uma coletiva de imprensa na quinta-feira.

Centenas de órgãos de mídia na Turquia foram fechados pelo governo logo após a tentativa de golpe, enquanto que existem atualmente cerca de 190 jornalistas nas prisões da Turquia, a maioria deles foi presa por acusações de golpe depois de 15 de julho do ano passado.

Aliados, incluindo a Alemanha, temem que Erdogan esteja usando a tentativa de golpe como um pretexto para refrear a dissidência.

“Oposição é parte da democracia”, disse Merkel.

O governo turco e Erdogan acusam o movimento Hizmet (inspirado nas ideias de Fethullah Gulen) de arquitetar e orquestrar a tentativa de golpe, enquanto que o movimento nega fortemente qualquer envolvimento.

Em relação aos pedidos de extradição da Turquia de indivíduos que se defrontam com a prisão na Turquia devido a supostas ligações com o movimento de Gulen mas que estão buscando asilo na Alemanha, Merkel disse que precisa haver evidências contra esses indivíduos para que a Alemanha tome medidas para as suas extradições.

Ela disse que as decisões dos tribunais e investigações independentes devem ser respeitadas para esse fim.

Quando Merkel disse que liberdade de religião é muito importante para ela e que a Alemanha faz de tudo para assegurar que os muçulmanos possam observar livremente sua fé. Merkel observou que existe uma diferença entre o Islã e o islamista.

Logo em seguida da visita de Merkel, o Gabinete do Presidente emitiu uma declaração dizendo que contaram a Merkel que as acusações de espionagem contra imãs turcos na Alemanha são sem fundamento apesar de evidências de perfilagem feita por imãs de simpatizantes do movimento de Gulen no país.

Merkel esteve na Turquia para uma visita de um dia na quinta-feira.

Fonte: www.turkishminute.com

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer