Últimas notícias

Comissão do Golpe tentou seu melhor para não esclarecer 15 de julho, diz colunista

Comissão do Golpe tentou seu melhor para não esclarecer 15 de julho, diz colunista
janeiro 06
16:08 2017

O colunista Mehmet Tezkan criticou fortemente a Comissão Parlamentar do Golpe, que foi estabelecida para investigar o golpe fracassado na Turquia em 15 de julho, dizendo que a comissão trabalhou por três meses com o intuito de evitar revelar o que aconteceu naquele dia.

“A Comissão Parlamentar do Golpe terminou seu trabalho. O próximo passo é escrever um relatório. Está claro agora. Não haverá golpe algum no relatório do golpe. O que aconteceu na noite do golpe não estará no relatório. O porque dos golpistas terem tentado fazer o golpe não será mencionado. Como eles tentaram realizar o golpe não será explicado”, disse Tezkan em uma coluna publicada no jornal Milliyet na quinta-feira.

Perguntando “Por que?” Tezkan continuou: “Porque a comissão se reuniu com todo mundo menos com as pessoas que tentaram realizar o golpe. Eles não precisavam ir até a prisão e conversar com 160 generais que tentaram fazer o golpe. Eles não perguntaram uma única pergunta. A comissão se reuniu com todo mundo menos o Chefe de Estado-Maior [General Hulusi Akar], que foi detido pelos golpistas. Eles não ouviram o comandante das forças terrestres. A comissão não investigou as 5 horas e meia que estão envoltas em mistério e suscitam muitas perguntas”.

Relembrando que a comissão enviou perguntas por escrito ao Chefe de Estado-Maior, Tezkan disse que isso foi uma jogada não para esclarecer o que aconteceu mas pra dizer que nós fizemos as perguntas.

Tezkan também destacou que a comissão também não se reuniu com Hakan Fidan, o Subsecretário da Organização da Segurança Nacional (MIT), que ele descreveu como uma das mais importantes testemunhas da noite do golpe: “Portanto o que aconteceu entre a hora em que informações sobre o golpe chegaram e quando tanques tomaram as ruas não estará no relatório.

“A Comissão Parlamentar do Golpe lidou com a tentativa de golpe por três meses. Eles fizeram seu melhor para não revelar como a tentativa de golpe foi realizada, quem participou dela e que foi aprisionado”.

Tezkan disse que a comissão focou em como membros do movimento Gulen chegou à burocracia estatal em vez de focar na tentativa de golpe de 15 de julho.

Fonte: www.turkishminute.com

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer