Últimas notícias

S&D diz que as conversas da UE com a Turquia devem ser congeladas se Ancara continuar a enfraquecer a democracia

S&D diz que as conversas da UE com a Turquia devem ser congeladas se Ancara continuar a enfraquecer a democracia
novembro 18
12:36 2016

Gianni Pittella, presidente do Grupo dos Socialistas & Democratas (S&D) no Parlamento Europeu, clamou pelo congelamento das conversas de ascensão com a Turquia, se Ancara continuar a negligenciar a democracia e o estado de direito.

As conversas de ascensão com a Turquia devem ser temporariamente congeladas. Sob nossa iniciativa, o Parlamento Europeu votará na próxima semana em Estrasburgo uma resolução sobre esse momento decisivo na relação com Ancara. Não há alternativa a esses passos severos enquanto as autoridades turcas continuarem a negligenciar e enfraquecer a democracia e o estado de direito”, disse ele em uma declaração à imprensa na sexta-feira.

Pittella disse que o diálogo com Ancara deve ser, e será, mantido vivo mas que o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, deve entender que como um país candidato, o estado de direito, a democracia, a liberdade de imprensa e os direitos das minorias devem ser pilares intocáveis na Turquia.

As portas para a Turquia e o povo turco permanecem abertas; mas a das conversas de ascensão, por enquanto, não deveriam”, acrescentou ele.

Pittella também criticou alguns órgãos de mídia pró-governo na Turquia que reprimiram membros do Parlamento Europeu por causa de uma reunião que realizaram em Bruxelas com Tugba Hezer Ozturk e Faysal Sariyildiz, deputados do pró-curdo Partido Democrático Popular (HDP).

O HDP é um representante completamente legitimado da comunidade curda na Turquia; eles são membros completamente legitimados do Parlamento turco e nós os reconhecemos completamente como nosso partido irmão. Diálogo e repeito mútuo são valores essenciais da democracia. Não desistiremos disse e não aceitaremos intimidações a esse respeito”, acrescentou Pittella.

O governo turco intensificou seu expurgo, que foi lançado logo após uma tentativa de golpe fracassada em 15 de julho, em semanas recentes, colocando na cadeia 10 deputados do HDP e jornalistas depois de remover mais de 110.000 soldados, juízes, funcionários públicos e professores de seus postos. O Presidente Erdogan também sugeriu convocar um referendo no ano que vem para ver se a Turquia deveria se juntar a UE.

Ministros das relações exteriores europeus discutiram a perspectiva de suspender as conversas de ascensão em uma reunião em Bruxelas na segunda-feira, nessa reunião muitos deles expressaram uma profunda ansiedade quanto à supressão dos oponentes políticos de Erdogan e da mídia.

Fonte: www.turkishminute.com

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer