Últimas notícias

Polícia detém 25 pessoas que protestavam contra a prisão dos vice-prefeitos de Diyarbakir

Polícia detém 25 pessoas que protestavam contra a prisão dos vice-prefeitos de Diyarbakir
outubro 26
16:21 2016

Equipes de polícia interviram em uma multidão que se reunia em frente da prefeitura de Diyarbakir para protestar contra a prisão dos vice-prefeitos da cidade, e detiveram 25 pessoas.

Os vice-prefeitos de Diyarbakir, Gulten Kisanak e Firat Anli, foram detidos sob acusações de terrorismo na terça-feira à tarde em um desdobramento que causou revolta e iniciou protestos na região.

Quando os manifestantes, incluindo o vice-presidente do Partido Democrático Popular (HDP), Figen Yuksekdag, começaram a se reunir em frente da prefeitura nas primeiras horas da quarta-feira, equipes de polícia usaram canhões d’água para dispersar eles. Vinte e cinco manifestantes foram detidos.

Enquanto isso, 15 organizações não governamentais na região lançaram uma declaração escrita na quarta-feira em que expressavam preocupação quanto a detenção dos vice-prefeitos de Diyarbakir.

Um desdobramento como esse estreita as esferas civis e democráticas da política e prejudica a fé em política civil. Isso provavelmente vai agravar os problemas que temos passado”, disse a declaração.

Sem acesso a advogados por 5 dias

Reportagens disseram na quarta-feira que Kisanak e Anli não poderão ver seus advogados por cinco dias.

Um estado de emergência declarado na Turquia como consequência da tentativa de golpe fracassada em 15 de julho aumentou o período detenção para até 30 dias, e procedimentos normais não são seguidos no acesso dos detentos aos seus advogados.

Kisanak foi detida no Aeroporto de Diyarbakir quando retornava de Ancara, onde ela testificou na Comissão Parlamentar de Investigação do Golpe na Turquia na terça-feira. Anli foi detido em sua casa.

Kisanak e Anli são acusados de discursar em apoio do ilegal Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) e de não promover mais autonomia para os curdos da Turquia, de acordo com uma declaração do Escritório do Promotor de Diyarbakir. Eles também são acusados de transportar os corpos de militantes mortos em carros oficiais e de iniciarem protestos violentos.

O HDP reagiu adversamente à detenção de Kisanak e Anli. “Nós condenamos a detenção dos vice-prefeitos de Diyarbakir, Gulten Kisinak e Firat Anli. Clamamos por suas solturas imediatas. Nosso povo não vai aceitar isso e vai exercer nosso direito democrático de protestar”, disse uma mensagem no Twitter do HDP.

O governo turco tem expandido as operações contra o PKK e membros do HDP e do Partido das Regiões Democráticas (DBP) e contra municipalidades dirigidas por esses partidos.

Fonte: www.turkishminute.com

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer