Últimas notícias

Erdogan: Não podemos ficar fora da operação de Mossul

Erdogan: Não podemos ficar fora da operação de Mossul
outubro 18
10:27 2016

Ao mesmo tempo que forças de colisão lançam uma operação militar em Mossul para liberar a cidade que fica no norte do Iraque do controle do Estado Islâmico no Iraque e no Levante (ISIS), o Presidente Recep Tayyip Erdogan disse que a Turquia tem que estar envolvida na operação devido à fronteira que compartilha com o Iraque, jurando que fará parte dela.

Ao discursar em Istambul na segunda-feira, Erdogan reagiu à exclusão da Turquia da operação em Mossul, dizendo que as realidades históricas da Turquia requerem que ela faça parte da situação no vizinho Iraque.

Eles dizem que a Turquia não deveria entrar em Mossul. Mas como? Temos uma fronteira de 350 quilômetros com o Iraque. Estamos sob ameaça”, declarou Erdogan depois de atacar o Ocidente por críticas quanto as violações dos direitos humanos na Turquia.

Faremos parte da operação, e estaremos na jogada”, jurou Erdogan, ainda dizendo que a Turquia possui uma longa história em Mossul e exortando seus oponentes, chamando eles de cavalheiros, a estudarem história para compreenderem a importância de Mossul para a Turquia.

Erdogan estava se referindo ao “Misak-i Milli” (Pacto Nacional), um conjunto de decisões de 1920 feito pelo último Parlamento Otomano que incluía Mossul no território otomano. A República Turca moderna usou esse pacto como a base de suas negociações no Tratado de Lausanne.

Enquanto isso, o porta-voz do Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP), Numan Kurtulmus, disse na segunda-feira que a Turquia está participando na operação em Mossul com 3.000 soldados que treinou no controverso acampamento de Bashiqa. De acordo com Kurtulmus, a Turquia treinou quase 4.000 moradores locais de Mossul, chamados de Combatentes de Nínive, e que 3.000 deles estão envolvidos na operação.

Devido às objeções iraquianas às forças turcas em Bashiqa, uma delegação do Ministério das Relações Exteriores chefiada pelo Subsecretário Umit Yalcin está atualmente no Iraque para discutir as responsabilidades da presença militar turca na região.

Fonte: www.turkishminute.com

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer