Últimas notícias
  • Mais dois navios com grãos partem da Ucrânia, diz o Ministério da Defesa da Turquia  Mais dois navios transportando grãos que saíram dos portos do Mar Negro da Ucrânia no sábado, disse o Ministério da Defesa da Turquia, elevando para 16 o número total de navios a sair do país sob um acordo entre a ONU e a Turquia. ...
  • [ANÁLISE] Erdoğan aumenta o domínio sobre as TSK para facilitar a colaboração com regimes autoritários  O mundo está evoluindo de uma ordem mundial unipolar dominada por um único poder para um sistema político multipolar no qual mais de um poder luta pelo domínio. Na atual luta de grandes potências, o presidente turco Recep Tayyip Erdoğan acredita que pode manter seu poder político aliando-se à Rússia, China e Irã. Após sua reunião bilateral com o presidente russo Vladimir Putin em Sochi em 5 de agosto, Erdoğan disse aos repórteres que Putin o havia convidado para uma reunião da Organização de Cooperação de Xangai (SCO) a ser realizada no Uzbequistão de 16 a 18 de setembro de 2022. Como o Erdoğan explica que, como presidente de um país membro da OTAN, ele possa participar de uma reunião da SCO, que reúne regimes autoritários? Qual é a conexão entre a estreita cooperação do Erdoğan com os regimes autoritários e os regulamentos que levaram ao domínio do Erdoğan sobre as Forças Armadas Turcas (TSK) após uma tentativa de golpe na Turquia em 15 de julho de 2016? ...
  • “Eles estão nos matando”: Migrantes presos em uma pequena ilha pedem ajuda A organização AGreek de direitos humanos tem chamado as autoridades para ajudar dezenas de migrantes e requerentes de asilo que dizem ter ficado presos em uma pequena ilha fluvial na fronteira entre a Grécia e a Turquia. O Conselho Grego de Refugiados disse à CBS News que o contato com o grupo foi perdido na quarta-feira depois que uma jovem entre o povo desesperado foi alegadamente morta por um escorpião esta semana. ...
  • Envolvimento da Turquia com o Afeganistão cresceu desde a tomada do Talibã Enquanto muitos países cortaram os laços diplomáticos com o Afeganistão após o retorno do Talibã ao poder no ano passado, a Turquia, o único membro da OTAN com presença diplomática no país devastado pela guerra, tem sido ativa em muitas frentes. ...
  • Menino britânico, quatro anos, desaparece depois de viajar para a Turquia com sua mãe  Um menino britânico de quatro anos foi dado como desaparecido após viajar para a Turquia com sua mãe. Acredita-se que George Jack Temperley-Wells tenha viajado de Darlington para a região de Antalya com sua mãe, Brogan Elizabeth Temperley, em 29 de junho deste ano. ...
  • 69,3% dos turcos que lutam para pagar por alimentos, diz pesquisa A maioria das pessoas na Turquia está lutando para pagar pelos alimentos, uma vez que o aumento do custo de vida está afetando sua renda, informou a Turkish Minute, citando os resultados de uma pesquisa realizada pelo Centro de Pesquisa Social Yöneylem. ...
  • Turquia acatou a sentença do TEDH sobre Kavala, argumenta o ministro da justiça Ao contrário do que o Tribunal Europeu de Direitos Humanos (TEDH) disse em um julgamento no mês passado, o ministro da justiça da Turquia, Bekir Bozdağ, argumentou que os tribunais...
  • Navio com grãos ucranianos recusados pelo Líbano atraca na Turquia Um navio com milho ucraniano, anteriormente rejeitado por um comprador no Líbano devido a "violação das condições de entrega" atracou no porto de Mersin, na Turquia. ...
  • Bancos turcos adotando o sistema de pagamentos russo Cinco bancos turcos assumiram o sistema de pagamentos russo conhecido como Mir, disse no sábado o presidente turco Recep Tayyip Erdoğan, após suas conversas com o presidente Vladimir Putin no resort do Mar Negro de Sochi.  ...
  • Putin tem a chave para a reeleição de Erdoğan, diz o analista russo O contínuo apoio político e financeiro do presidente russo Vladimir Putin é necessário para que o presidente turco Recep Tayyip Erdoğan ganhe a reeleição no próximo ano, disse um importante analista russo na segunda-feira, refletindo sobre uma reunião entre eles em Sochi, Rússia, que gerou alarme nas capitais ocidentais. ...

Europa é refém de Erdogan e precisa buscar alternativas

Europa é refém de Erdogan e precisa buscar alternativas
junho 10
11:08 2016

Kenneth Roth, diretor executivo da ONG de direitos humanos Human Rights Watch (HRW), esteve no Brasil nesta semana e conversou com a Folha sobre a liberdade de imprensa na Turquia, refugiados na Europa, e Erdogan. Abaixo, trechos da entrevista:

O acordo entre a União Europeia e a Turquia para estancar o fluxo de refugiados resolve a situação?

Um milhão de pessoas cruzaram o mar mediterrâneo em direção à Europa em 2015. É muita gente, mas representa apenas 0,2% da população europeia. Ou seja, o problema dos refugiados na Europa é político, e não de capacidade. As cenas de caos nas praias de Lesbos fizeram a Europa parecer que havia perdido o controle sobre suas fronteiras, o que, por sua vez, ajudou na ascensão da extrema direita. Havia uma percepção por parte de Angela Merkel, chanceler alemã, e outros de que algo precisava ser feito para que se recuperasse o controle. Parte do acordo com a Turquia é positiva: oferecer até US$ 6 bilhões ao governo turco para permitir que refugiados reconstruam suas vidas na Turquia, voluntariamente. Muitos dos 2,7 milhões de refugiados sírios na Turquia não conseguem, educar seus filhos, conseguir bons empregos, moradia ou assistência médica. Entre 300 e 500 mil crianças sírias na Turquia estão fora da escola – às vezes precisam trabalhar, as vezes é complicado matriculá-las…Então a UE deveria, sim, investir na Turquia, Jordânia e Líbano para ajudar esses refugiados. Mas há uma parte negativa no acordo: o plano de mandar os refugiados de volta para a Turquia parte da premissa de que a Turquia é um terceiro país seguro. A lei internacional de refúgio determina que, se você passar por algum país seguro antes de chegar a um outro país para se refugiar, você pode ser mandado de volta para esse primeiro país. Mas a Turquia não é segura para os refugiados – na realidade, o país ratificou a convenção do refúgio de forma muito restrita, de modo que, na Turquia, ela só se aplica a europeus. Então até os refugiados sírios estão lá de maneira apenas arbitrária, não têm direitos garantidos, não se trata de um país seguro para esses refugiados construírem suas vidas.
É necessário ter uma abordagem diferente, nós estamos conversando com líderes europeus para que haja uma triagem de refugiados na Turquia, Líbano e Jordânia. Assim, seria possível filtrar os imigrantes econômicos e aqueles que representam ameaças à segurança, e chegar àqueles que realmente têm direito a refúgio. A Alemanha considera continuar recebendo algumas centenas de milhares de refugiados por ano e os holandeses falaram em 250 mil…comando as várias ofertas, acho que a Europa pode continuar recebendo 500 mil por ano. Mas outros países, como o Brasil, também precisam assumir responsabilidades. O Canadá recebeu 25 mil refugiados sírios, e os canadenses reclamaram que não era suficiente. Aumentaram o número de acolhidos para 40 mil. Ah, se houvesse mais ‘Canadás’ no mundo. Já os Estados Unidos têm sido deploráveis, eles prometeram acolher 10 mil sírios e até agora receberam pouco mais de 2 mil, alguns Estados se recusam a acolhê-los.

Você acha que a Europa “se vendeu” a Recep Tayyip Erdogan, o presidente da Turquia? Ou seja, está fechando os olhos para o autoritarismo de Erdogan, porque ele ameaçou deixar todos os refugiados irem para a Europa?
No curto prazo, a Europa é refém de Erdogan. E ele está se aproveitando disso para silenciar a oposição, minar a democracia turca, encarcerar jornalistas, ameaçar legisladores e reviver a guerra contra os curdos. Normalmente, a UE criticaria tudo isso de forma muito franca. Mas os europeus têm se omitido, por medo de que Erdogan retalie e deixe os barcos chegarem. Mas Merkel está procurando alternativas.

Fonte: www1.folha.uol.com.br

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer