Últimas notícias
  • CoE insta “fortemente” as autoridades turcas a liberar Demirtaş O Comitê de Ministros do Conselho da Europa adotou na quinta-feira uma resolução provisória "instando fortemente" as autoridades turcas a assegurar a libertação imediata do líder curdo preso Selahattin Demirtaş....
  • A crise monetária da Turquia Após a demissão do ministro das finanças e sua substituição por um lealista em 2 de dezembro, a lira turca continuou seu declínio constante em relação ao dólar, elevando suas perdas do ano para quase 50%. A moeda turca está novamente sob ataque especulativo, semelhante aos episódios anteriores em julho de 2018 e outubro de 2020. Os cortes antecipados do Banco Central da República da Turquia (CBRT) na taxa de câmbio desde setembro resultaram em um êxodo de capital estrangeiro e em uma corrida na demanda por divisas entre os investidores domésticos. Enquanto isso, os preços globais de commodities e energia permanecem altos (apesar da recente queda nos preços do petróleo), e as expectativas em relação à inflação se deterioraram significativamente, levando a taxa de câmbio TL a cair de 8,30 para 13,60 para o dólar em menos de três meses....
  • Turquia aumentará sua presença na INTERPOL, diz membro recém-eleito do Comitê Executivo A Turquia aumentará sua presença na INTERPOL aumentando seu número de oficiais de ligação na Secretaria Geral e nomeando mais candidatos para cargos superiores dentro da organização, disse na quinta-feira Selçuk Sevgel, membro recém-eleito do Comitê Executivo da INTERPOL, em entrevista à agência estatal de notícias Anadolu, informou o Stockholm Center for Freedom....
  • Papa pede por cura em um Chipre dividido, arcebispo ortodoxo ataca a Turquia Papa encontra os líderes cristãos ortodoxos de Chipre. Pede por cura na ilha dividida. Líder cipriota turco convida papa a visitar o norte. Muitos dos participantes da missa são filipinos que trabalham no Chipre...
  • Ministro das finanças da Turquia, Lutfi Elvan, demite-se em meio à crise monetária O Ministro das Finanças e do Tesouro da Turquia, Lutfi Elvan, renunciou em meio a uma forte queda da lira turca, de acordo com um decreto presidencial emitido no jornal oficial turco na quinta-feira....
  • Documentário sobre femicídios na Turquia é a indicação ao Oscar do Reino Unido Um documentário relatando os esforços dos ativistas que trabalham para acabar com a violência contra as mulheres na Turquia foi escolhido como a entrada oficial do Reino Unido para a categoria de Melhor Longa Metragem Internacional no Oscar....
  • Homem sequestrado pela inteligência turca forçado a testemunhar contra deputados da oposição Segundo Gergerlioğlu, Yasin Ugan foi forçado a testemunhar sob tortura que os dois deputados eram filiados ao movimento Hizmet, um grupo baseado na fé inspirado nos ensinamentos do clérigo turco Fethullah Gülen, que tem sido alvo do presidente turco Recep Tayyip Erdoğan desde as investigações de corrupção de 17-25 de dezembro de 2013, que implicaram o então primeiro-ministro Erdoğan, seus familiares e seu círculo interno....
  • 8 morrem em fortes tempestades que assolaram o oeste da Turquia As províncias do oeste da Turquia, incluindo a cidade mais populosa do país, Istambul, foram duramente atingidas por condições climáticas adversas, com oito pessoas morrendo como resultado de acidentes relacionados ao clima em três províncias, noticiou a mídia turca na terça-feira....
  • Autoridades na Turquia investigam avisos de escassez de medicamentos após queda da lira As autoridades turcas estão sondando as discrepâncias entre os registros e os estoques reais de alguns medicamentos, disse o Ministério da Saúde na terça-feira, depois que consumidores, farmácias e chefes de indústria advertiram sobre as interrupções nos fornecimentos devido a uma queda da moeda....
  • “Nosso dinheiro não tem valor”: Aumenta a frustração na Turquia com a crise de Lira A insistência do Presidente Recep Tayyip Erdogan em direcionar a política monetária e manter as taxas de juros baixas está drenando a confiança, dizem os economistas....

Ebru Umar, jornalista holandesa, presa por ofender Erdogan

Ebru Umar, jornalista holandesa, presa por ofender Erdogan
abril 25
12:18 2016

KUSADASI, Turquia — A jornalista holandesa de origem turca Ebru Umar foi levada pela polícia de sua casa de veraneio em Kusadasi, no Oeste da Turquia, e passou várias horas detida no sábado por ter criticado o presidente turco Recep Tayyip Erdogan. Segundo Umar escreveu em sua conta no Twitter, ela foi levada a um hospital para realizar exames antes de seguir para a Promotoria e, mais tarde, foi libertada “com a proibição de sair do território turco”, disse.

Ação é mais um episódio de repressão aos críticos do presidente no país

— Não posso dizer que não fui bem tratada. Passei uma noite agradável na companhia de um senhor de 55 anos discutindo política e a situação da Turquia — disse Umar.

Recentemente, Umar escreveu um artigo muito crítico a Erdogan no jornal “Metro”. No texto, ela falava sobre a polêmica em torno de um e-mail enviado pelo Consulado-geral da Turquia em Roterdã, na Holanda, aos membros da comunidade turca local aconselhando-os a denunciar insultos nas redes sociais contra o presidente. Umar também criticou Erdogan em sua conta no Twitter, usando um palavrão.

O primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, informou por sua conta no Twitter que conseguiu falar com Umar: “Nossa embaixada está em contato com ela”, escreveu. Um advogado está tentando derrubar a restrição à viagem para que ela possa voltar à Holanda.

Os julgamentos por ofensas a Erdogan aumentaram na Turquia desde sua eleição à Presidência, em agosto de 2014. Quase dois mil processos judiciais foram abertos contra artistas, jornalistas e outros cidadãos, inclusive por postagens em redes sociais.

Acadêmicos perseguidos

Na sexta-feira, quatro acadêmicos turcos foram libertados para aguardar julgamento, depois de serem presos sob acusação de disseminar propaganda terrorista. Eles foram detidos em março, quando leram em público um manifesto pedindo o fim das operações de segurança no Sudeste do país, região de maioria curda.

Eles estavam entre os mais de dois mil signatários da petição organizada pelo grupo Acadêmicos pela Paz. O presidente Erdogan disse que os apoiadores do documento pagariam um preço pela “traição”. A próxima audiência do caso será em setembro.

No fim de semana, a chanceler federal alemã Angela Merkel e outros altos representantes da União Europeia estiveram na Turquia para tentar um acordo que barre a entrada de imigrantes na Europa. Os líderes da UE têm sido acusados de se omitir quanto às ameaças à liberdade de expressão na Turquia para não desagradar a um país visto como crucial para conter os refugiados.

Fonte: http://oglobo.globo.com

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer