Últimas notícias

Rouhani pede por uma cooperação econômica mais próxima com a Turquia

Rouhani pede por uma cooperação econômica mais próxima com a Turquia
Abril 19
17:16 2016

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan e o presidente do Irã Hassan Rouhani concordaram em melhorar a cooperação econômica entre os países, destacando a possibilidade de que bancos turcos poderiam investir no Irã como uma forma de rapidamente se integrarem no sistema financeiro mundial depois de anos de pesadas sanções.

“As economias do Irã e da Turquia são complementares”, Rouhani disse em uma conferência conjunta depois da reunião da Comissão de Alto-Nível de Cooperação Turquia-Irã em Ancara no sábado (16/04). “A parte mais importante é trabalhar mais de perto entre linhas de crédito e bancos. Os bancos turcos podem estabelecer agências no Irã, decidimos melhorar as relações bancárias”, adicionou ele.

Desde que sanções foram suspensas depois de um cumprimento com o acordo nuclear em janeiro, o Irã tem procurado se integrar no sistema financeiro global. O país pediu na sexta-feira aos Estados Unidos e à União Europeia que ajudassem com acesso ao sistema financeiro global.

A Casa Branca disse que o acordo com o Irã não incluía permitir que os bancos iranianos acessassem mercados financeiros internacionais.

Umas das partes mais significativas do acordo é a suspensão das sanções sobre a exportação de energia do Irã. O Irã já é um grande exportador de energia para a Turquia.

Rouhani disse que seu país poderia satisfazer as necessidades de energia da Turquia. Ela já importa gás natural do Irã, e os dois países estão buscando triplicar o comércio bilateral para 30 bilhões de dólares nos próximos anos. “A situação está propícia para uma colaboração com a Turquia na era pós-sanções”, destacou ele.

O presidente iraniano chegou na capital turca no sábado e se encontrou com o Erdogan em seu suntuoso Palácio Presidencial, depois da Cúpula da Organização para a Cooperação Islâmica (OCI) que durou dois dias, onde o Irã foi apontado por apoiar o terrorismo na Síria e no Iêmen.

Durante suas observações Rouhani também disse: “Temos diferenças em assuntos pequenos e pensamos de uma forma diferente, o que é muito normal. Estamos prontos para lutarmos contra o terrorismo e promover o Islã no mundo de forma precisa”.

Ancara e Teerã estão em lados opostos quanto a Síria. Teerã tem sido um leal aliado do presidente sírio Bashar al-Assad desde que a guerra civil do país começou cinco anos atrás, enquanto que Ancara esteve do lado dos oponentes do regime.

Na conferência conjunta com o presidente iraniano, Erdogan disse: “Temos que trabalhar juntos para superarmos o sectarismo, o terrorismo e também outras crises humanitárias que estão chacoalhando nossa região”.

O exército turco tem estado sob fogo dos militantes tanto do Estado Islâmico quanto do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK). O país está buscando apoio internacional em sua luta, especialmente no sudeste da Turquia.

A esse respeito, Erdogan pediu por tolerância zero ao terrorismo. “Em nossa compreensão não existe a distinção ‘terrorista bom/terrorista mal’”.

Traduzido por: Renato José Lima Trevisan

Fonte: www.turkishminute.com

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Mailer