Últimas notícias

Zanjani admitiu ter pago propina na Turquia

Zanjani admitiu ter pago propina na Turquia
abril 06
16:00 2016

O bilionário Babek Zanjani, um empresário iraniano atualmente sentenciado à morte por um tribunal iraniano sob acusações de corrupção, supostamente admitiu ter pago US$8,5 biliões em propina para inúmeros funcionários públicos turcos.

Novos detalhes do julgamento do Zanjani no Irã foram revelados pela revista Nokta, que é conhecida por sua posição crítica em relação ao governo do Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP). De acordo com a reportagem na segunda-feira, Zanjani admitiu ter pago um total de US$8,5 biliões em propina na Turquia.

Zanjani, que supõe-se ser um parceiro do Reza Zarrab – figura-chave em uma investigação de corrupção que explodiu em 2013 na Turquia – foi sentenciado à morte sob acusações de atividades de corrupção no valor de biliões em 6 de março de 2016. O empresário iraniano foi supostamente condenado por fraude e crimes econômicos, um porta-voz do judiciário disse em uma conferência de imprensa. Dois outros também foram sentenciados a morte e todos foram ordenados a devolverem o dinheiro desviado.

Tido como o homem mais rico do Irã, Zanjani, que supostamente possui US$14 biliões em ativos, é conhecido por ajudar o governo iraniano a evitar as sanções ocidentais, que foram impostas no país por causa de seu disputado programa nuclear. Em agosto Amir Abbas Soltani, um membro do comitê parlamentar especial do Irã que está investigando o caso do Zanjani, contou à mídia que tinham obtido informações que diziam que uma grande quantidade do dinheiro do Zanjani estava na Turquia e que era gerenciado por Reza Zarrab, um empresário iraniano que vivia lá. Quando uma série de investigações de corrupção se tornaram públicas em 17 de dezembro de 2013, na Turquia, Zarrab e vários altos funcionários do governo foram envolvidos em propina e abuso de poder enquanto estavam no cargo.

As investigações foram posteriormente acobertadas pelo governo do AKP, que dispensou os promotores que estavam supervisionando as investigações e prendeu os policiais que estavam ajudando os promotores, acusando eles de tentarem, mas falharem, derrubar o governo. Em junho, Zarrab recebeu o prêmio “campeão de exportação” no setor joalheiro, levantando a questão de se ele estivera ajudando seu suposto associado, Zanjani, transferir o dinheiro desviado do estado iraniano para a Turquia através de compra fraudulenta de jóias.

Traduzido por: Renato José Lima Trevisan

Fonte: www.turkishminute.com

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer