Últimas notícias
  • Mais dois navios com grãos partem da Ucrânia, diz o Ministério da Defesa da Turquia  Mais dois navios transportando grãos que saíram dos portos do Mar Negro da Ucrânia no sábado, disse o Ministério da Defesa da Turquia, elevando para 16 o número total de navios a sair do país sob um acordo entre a ONU e a Turquia. ...
  • [ANÁLISE] Erdoğan aumenta o domínio sobre as TSK para facilitar a colaboração com regimes autoritários  O mundo está evoluindo de uma ordem mundial unipolar dominada por um único poder para um sistema político multipolar no qual mais de um poder luta pelo domínio. Na atual luta de grandes potências, o presidente turco Recep Tayyip Erdoğan acredita que pode manter seu poder político aliando-se à Rússia, China e Irã. Após sua reunião bilateral com o presidente russo Vladimir Putin em Sochi em 5 de agosto, Erdoğan disse aos repórteres que Putin o havia convidado para uma reunião da Organização de Cooperação de Xangai (SCO) a ser realizada no Uzbequistão de 16 a 18 de setembro de 2022. Como o Erdoğan explica que, como presidente de um país membro da OTAN, ele possa participar de uma reunião da SCO, que reúne regimes autoritários? Qual é a conexão entre a estreita cooperação do Erdoğan com os regimes autoritários e os regulamentos que levaram ao domínio do Erdoğan sobre as Forças Armadas Turcas (TSK) após uma tentativa de golpe na Turquia em 15 de julho de 2016? ...
  • “Eles estão nos matando”: Migrantes presos em uma pequena ilha pedem ajuda A organização AGreek de direitos humanos tem chamado as autoridades para ajudar dezenas de migrantes e requerentes de asilo que dizem ter ficado presos em uma pequena ilha fluvial na fronteira entre a Grécia e a Turquia. O Conselho Grego de Refugiados disse à CBS News que o contato com o grupo foi perdido na quarta-feira depois que uma jovem entre o povo desesperado foi alegadamente morta por um escorpião esta semana. ...
  • Envolvimento da Turquia com o Afeganistão cresceu desde a tomada do Talibã Enquanto muitos países cortaram os laços diplomáticos com o Afeganistão após o retorno do Talibã ao poder no ano passado, a Turquia, o único membro da OTAN com presença diplomática no país devastado pela guerra, tem sido ativa em muitas frentes. ...
  • Menino britânico, quatro anos, desaparece depois de viajar para a Turquia com sua mãe  Um menino britânico de quatro anos foi dado como desaparecido após viajar para a Turquia com sua mãe. Acredita-se que George Jack Temperley-Wells tenha viajado de Darlington para a região de Antalya com sua mãe, Brogan Elizabeth Temperley, em 29 de junho deste ano. ...
  • 69,3% dos turcos que lutam para pagar por alimentos, diz pesquisa A maioria das pessoas na Turquia está lutando para pagar pelos alimentos, uma vez que o aumento do custo de vida está afetando sua renda, informou a Turkish Minute, citando os resultados de uma pesquisa realizada pelo Centro de Pesquisa Social Yöneylem. ...
  • Turquia acatou a sentença do TEDH sobre Kavala, argumenta o ministro da justiça Ao contrário do que o Tribunal Europeu de Direitos Humanos (TEDH) disse em um julgamento no mês passado, o ministro da justiça da Turquia, Bekir Bozdağ, argumentou que os tribunais...
  • Navio com grãos ucranianos recusados pelo Líbano atraca na Turquia Um navio com milho ucraniano, anteriormente rejeitado por um comprador no Líbano devido a "violação das condições de entrega" atracou no porto de Mersin, na Turquia. ...
  • Bancos turcos adotando o sistema de pagamentos russo Cinco bancos turcos assumiram o sistema de pagamentos russo conhecido como Mir, disse no sábado o presidente turco Recep Tayyip Erdoğan, após suas conversas com o presidente Vladimir Putin no resort do Mar Negro de Sochi.  ...
  • Putin tem a chave para a reeleição de Erdoğan, diz o analista russo O contínuo apoio político e financeiro do presidente russo Vladimir Putin é necessário para que o presidente turco Recep Tayyip Erdoğan ganhe a reeleição no próximo ano, disse um importante analista russo na segunda-feira, refletindo sobre uma reunião entre eles em Sochi, Rússia, que gerou alarme nas capitais ocidentais. ...

Prisão de Reza Zarrab poderia ameaçar Erdogan

Prisão de Reza Zarrab poderia ameaçar Erdogan
março 24
19:50 2016

A corrupção na Turquia: a prisão de Reza Zarrab em Miami poderia colocar mais uma vez o Presidente Erdogan sob os holofotes.

Reza Zarrab foi acusado em 2013 de subornar ministros superiores do partido da situação AKP com dinheiro e luxuosos presentes, como parte de um esquema para evitar as sanções dos EUA sobre o Irã. Sua prisão ameaça reabrir um caso que atingiu diretamente o círculo interno de Erdogan.

Um negociante turco de ouro no centro de um escândalo de corrupção, que envolveu o Presidente Recep Tayyip Erdogan, foi preso em Miami e acusado de fazer uma lavagem de milhões de dólares.

Reza Zarrab, também conhecido pelo nome de Riza Sarraf, foi acusado em 2013 de subornar ministros superiores do partido da situação na Turquia com dinheiro e luxuosos presentes como parte de um esquema para evitar as sanções dos EUA sobre o Irã.

No sábado, Reza, que tem 33 anos, foi preso enquanto estava de férias na Flórida com sua esposa e filha. A prisão foi tornada pública na noite de segunda-feira quando promotores americanos revelaram uma acusação que o acusava com fraude, lavagem de dinheiro e quebra de sanções.

A prisão ameaça reabrir um caso que atingiu diretamente o círculo interno de Erdogan e manchar o partido que fundou. Isso também aprofundará as tensões existentes entre a Turquia e os Estados Unidos. O promotor americano encarregado de processar o caso, Preet Bharara, tornou-se uma sensação da noite para o dia depois de enviar um tweet dizendo que o Sr. Zarrab iria “em breve encarar a justiça americana em um tribunal de Manhattan.

O Sr. Bharara foi bombardeado com mensagens de apoio vindo da Turquia, onde os oponentes do governo se focam cada vez mais na mídia social, frente a uma repressão dos veículos de notícias. O Sr. Zarrab, um cidadão turco nascido no Irã, foi detido e acusado em Istambul em 2013 em um enorme caso de corrupção que representou o maior desafio ao Sr. Erdogan, o homem que tem dominado a política turca por mais de uma década como o Primeiro-Ministro e depois como Presidente.

As alegações se concentraram em uma declaração que diz que o Sr. Zarrab estava usando uma brecha nas sanções americanas sobre o Irã para comprar petróleo e gás em troca de ouro. O empresário, que possui um jato particular e é casado com uma popstar turca, foi acusado de subornar ministros superiores do partido da situação, o Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP) para facilitar as transferências.

É dito que os presentes incluíam um piano de US$37.000, um relógio de US$350.000 e milhões de dólares em dinheiro. O Sr. Zarrab foi supostamente capaz de convocar favores de ministros que iam desde a liberação de um avião apreendido até um pedido para que uma escolta policial o ajudasse a escapar dos notórios engarrafamentos de Istambul.

As alegações explodiram perante o público em dezembro de 2013 com uma série de prisões de alto-escalão. Três ministros do gabinete renunciaram depois que seus filhos foram implicados no caso. O Sr. Erdogan denunciou a investigação como uma tentativa de derrubar o seu governo feita por apoiadores de seu ex-aliado, agora inimigo, o clérigo islâmico Fethullah Gülen. Ele ordenou uma enorme limpeza na polícia e entre os promotores e juízes. Todas as acusações contra o Sr. Zarrab e aqueles ligados ao governo foram retiradas. O Sr. Erdogan mais tarde descreveu o empresário como um “filantropo” cujo trabalho tinha “contribuído para o país”.

Os advogados do Sr. Zarrab disseram que a investigação americana não possuía “ligação alguma” com o escândalo de 2013. O Sr. Zarrab ainda não enviou um defesa. O seu advogado contou ao jornal turco Hürriyet que as acusações mais recentes contra ele “podem ser todas explicadas”. Ele deve comparecer no tribunal no começo de abril.

A acusação afirma que o Sr. Zarrab usou uma rede global de empresas para esconder o fato de que ele estava conduzindo transações para ou no nome de entidades iranianas.

O Sr. Bharara conquistou uma reputação como alguém disposto tanto a enfrentar às grandes feras de Wall Street, quanto a políticos corruptos. A represália contra ele começou horas depois do anúncio da prisão do Sr. Zarrab. O jornal pró-governo Sabah usou o Twitter para compartilhar uma fotografia retocada que supostamente o mostrava recebendo um prêmio de uma instituição de caridade ligada ao Sr. Gülen, o arqui-inimigo do Presidente.

Opiniões sobre a prisão de Reza Zarrab:

Ryan Gingeras, um acadêmico que escreveu um livro sobre o crime organizado na Turquia, disse que os promotores americanos “sem dúvida” compreendiam os desafios políticos. “Só a acusação já vai criar tensões entre Âncara e Washington,” disse ele.

Nigel Kushner, um perito nas sanções iranianas na empresa W Legal, esperaria que as autoridades americanas buscassem processar a maior rede possível de infratores. “Nesses tipos de situação, um ou dois delatores provavelmente irão cooperar para obterem sentenças reduzidas ou multas,” disse ele. “Isso dará às autoridades americanas a evidência que ajudará a investigar outros. Os Estados Unidos vão querer mandar uma mensagem poderosa. Isso provavelmente não terá o âmbito limitado.”

Kemal Kilicdaroglu, chefe do Partido Republicano Popular (CHP), da oposição, predisse que “toda a roupa suja vai aparecer”. Ele disse: “Muitas pessoas não vão pregar os olhos hoje à noite.”

Traduzido por: Renato José Lima Trevisan

Fonte: http://www.independent.co.uk

Artigos relacionados

1 Comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer