Últimas notícias

Erdogan quer incluir jornalistas em lei antiterrorismo

Erdogan quer incluir jornalistas em lei antiterrorismo
março 16
14:18 2016

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, quer redefinir a lei antiterrorismo do país de modo que ações legais possam ser tomadas contra aqueles que incitem ou apoiem o terror, incluindo jornalistas, legisladores e acadêmicos.

O anúncio ocorreu depois que um ataque em Ancara, no domingo (13), deixou 37 mortos.

Em discurso no palácio presidencial, nesta quarta-­feira (16), Erdogan disse que aqueles que apoiam a morte de inocentes não são tão diferentes daqueles que são terroristas.

Segundo a agência de notícias Reuters, um oficial do governo disse que a Turquia está trabalhando no alargamento do conceito de “crime de terror” para incluir pessoas que utilizam a mídia para apoiar ou incitar atos de violência. Depois do anúncio do presidente, incursões policiais contra o terrorismo ocorreram pelo país e 47 suspeitos foram presos.

A Anadolu, agência oficial de notícias do país, reportou que pelo menos 20 pessoas, dentre elas advogados, foram detidas em Istambul, acusadas de terem ligações com o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), maior suspeito do ataque.

Em operação contra o PKK em Kahramanmaras, a sudeste do país, 17 pessoas foram presas. Outras dez foram detidas na província de Manisa, incluindo líderes do Partido Democrático do Povo (HDP), de oposição ao governo e pró-­PKK.

Nenhum grupo assumiu a responsabilidade pelo atentado.

Fonte: www.folha.com.br

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer