Últimas notícias
  • Conselho da Europa deve disciplinar a Turquia sobre ativista preso O Conselho da Europa disse na sexta-feira que vai lançar uma ação disciplinar contra a Turquia por se recusar a libertar o proeminente ativista e filantropo Osman Kavala, desencadeando um procedimento usado apenas uma vez na história da organização....
  • Por que a queda da moeda turca não preocupa Erdogan A moeda nacional da Turquia caiu 45% em relação ao dólar este ano e, no entanto, o Presidente Recep Tayyip Erdogan não parece ter se incomodado com isso....
  • CoE insta “fortemente” as autoridades turcas a liberar Demirtaş O Comitê de Ministros do Conselho da Europa adotou na quinta-feira uma resolução provisória "instando fortemente" as autoridades turcas a assegurar a libertação imediata do líder curdo preso Selahattin Demirtaş....
  • A crise monetária da Turquia Após a demissão do ministro das finanças e sua substituição por um lealista em 2 de dezembro, a lira turca continuou seu declínio constante em relação ao dólar, elevando suas perdas do ano para quase 50%. A moeda turca está novamente sob ataque especulativo, semelhante aos episódios anteriores em julho de 2018 e outubro de 2020. Os cortes antecipados do Banco Central da República da Turquia (CBRT) na taxa de câmbio desde setembro resultaram em um êxodo de capital estrangeiro e em uma corrida na demanda por divisas entre os investidores domésticos. Enquanto isso, os preços globais de commodities e energia permanecem altos (apesar da recente queda nos preços do petróleo), e as expectativas em relação à inflação se deterioraram significativamente, levando a taxa de câmbio TL a cair de 8,30 para 13,60 para o dólar em menos de três meses....
  • Turquia aumentará sua presença na INTERPOL, diz membro recém-eleito do Comitê Executivo A Turquia aumentará sua presença na INTERPOL aumentando seu número de oficiais de ligação na Secretaria Geral e nomeando mais candidatos para cargos superiores dentro da organização, disse na quinta-feira Selçuk Sevgel, membro recém-eleito do Comitê Executivo da INTERPOL, em entrevista à agência estatal de notícias Anadolu, informou o Stockholm Center for Freedom....
  • Papa pede por cura em um Chipre dividido, arcebispo ortodoxo ataca a Turquia Papa encontra os líderes cristãos ortodoxos de Chipre. Pede por cura na ilha dividida. Líder cipriota turco convida papa a visitar o norte. Muitos dos participantes da missa são filipinos que trabalham no Chipre...
  • Ministro das finanças da Turquia, Lutfi Elvan, demite-se em meio à crise monetária O Ministro das Finanças e do Tesouro da Turquia, Lutfi Elvan, renunciou em meio a uma forte queda da lira turca, de acordo com um decreto presidencial emitido no jornal oficial turco na quinta-feira....
  • Documentário sobre femicídios na Turquia é a indicação ao Oscar do Reino Unido Um documentário relatando os esforços dos ativistas que trabalham para acabar com a violência contra as mulheres na Turquia foi escolhido como a entrada oficial do Reino Unido para a categoria de Melhor Longa Metragem Internacional no Oscar....
  • Homem sequestrado pela inteligência turca forçado a testemunhar contra deputados da oposição Segundo Gergerlioğlu, Yasin Ugan foi forçado a testemunhar sob tortura que os dois deputados eram filiados ao movimento Hizmet, um grupo baseado na fé inspirado nos ensinamentos do clérigo turco Fethullah Gülen, que tem sido alvo do presidente turco Recep Tayyip Erdoğan desde as investigações de corrupção de 17-25 de dezembro de 2013, que implicaram o então primeiro-ministro Erdoğan, seus familiares e seu círculo interno....
  • 8 morrem em fortes tempestades que assolaram o oeste da Turquia As províncias do oeste da Turquia, incluindo a cidade mais populosa do país, Istambul, foram duramente atingidas por condições climáticas adversas, com oito pessoas morrendo como resultado de acidentes relacionados ao clima em três províncias, noticiou a mídia turca na terça-feira....

A força da fé e o diálogo

A força da fé e o diálogo
agosto 08
10:47 2017

Em cada época da história, houve diversas relações entre os seres humanos de diferentes crenças. Podemos dividir estas relações em dois períodos, antes e depois do século XIX.

No período antes do século XIX, as religiões e os Estados tinham se unido. Portanto, as relações entre os Estados determinavam as relações entre as religiões, ou entre os religiosos, também. Assim como a realização de puro diálogo inter-religioso era difícil por causa das relações interestatais que se referiam aos benefícios dos Estados.

Os Estados se beneficiavam das religiões e atribuíam aspectos sagrados a suas guerras, para justificá-las. Assim, as religiões se tornaram fonte de motivação para os povos que batalhavam uns com os outros, ou seja, uma das mais importantes dinâmicas das guerras.

Após o descobrimento da América, indivíduos de diversas crenças e culturas imigraram para esse novo continente. Para muitas que lá chegaram, a liberdade religiosa era um pilar essencial, por terem sido perseguidos em seus próprios países. Essa procura de viver a fé livremente tornou inevitável o diálogo entre seguidores de diferentes religiões. Por esta razão, a partir do século XIX muitas fundações de diálogo inter-religioso foram inauguradas nos Estados Unidos. Assim, pela primeira vez no mundo, os valores fundamentais de um país foram formulados em torno do princípio da convivência das diferentes religiões e culturas.

Nos últimos 150 anos, desconsiderando alguns casos particulares, muitos países adotaram o laicismo e o secularismo. Os religiosos começaram a se manifestar e viver sua fé livre da pressão estatal. Esta transformação livrou as religiões de serem motivos de guerras sagradas. Bem como ofereceu aos religiosos a oportunidade de mostrar a força da fé para a construção da paz permanente.

O diálogo inter-religioso é um dos elementos fundamentais mais efetivos para suprir a busca da humanidade pela paz, justiça e proteção dos direitos humanos. De fato, a fé é uma força muito influente sobre seres humanos e, por meio dela, pode-se adquirir resultados positivos pelo bem dos valores comuns da humanidade.

Por esta razão, vamos responder às questões de “O que o diálogo é? ” e “O que não é?”, começando por “O que não é o diálogo?”

a)       O diálogo não é missão de divulgar ou converter outros a sua religião.

b)       Da mesma forma, o diálogo não é um processo longo de divulgação de religião, que requererá paciência e reverência, para vencer como um ganho religioso.

c)       E, por último, o diálogo não é um processo de aproximar as religiões e fundar outra religião.

O diálogo inter-religioso é um trabalho para representantes de diferentes religiões se conhecerem e entenderem uns aos outros. Nesse diálogo, as conversas cara a cara são de plena importância. O Islã teve seu início há apenas 1400 anos. As religiões como Cristianismo, JudaísmoBudismo, entre outras, têm uma história bem mais antiga. Durante esta história antiga, muitos receios e preconceitos foram criados, referindo-se a diversas ocorrências tanto positivas quanto negativas. Portanto, vencer esses receios e preconceitos e conhecer os outros, de maneira real, é possível apenas por meio de conversas e encontros cara a cara e, sem dúvida, com trabalhos sinceramente realizados.

No processo de diálogo, aceitar o outro da maneira como ele é, e respeitá-lo são pontos muito importantes. O livro sagrado do Islã, o Corão, aponta a importância de as diversidades se conhecerem. Os indivíduos se conhecem melhor enquanto interagem com outros. Assim como os religiosos conhecem sua fé, de melhor maneira, enquanto aprendem a religião e a fé dos outros.

Aqueles que trabalham com o diálogo observam que as religiões têm pontos em comum, em seus fundamentos, bem como têm diferenças. E isso, depois de um processo de conhecimento e confiança, abre caminhos para criar projetos de combate aos problemas como terrorismo, desigualdade e uso de drogas, entre outros. A globalização tornou inevitável nos apresentarmos corretamente. A maneira de conseguir isso está ligada ao conhecimento correto dos outros.

Fiquei muito contente em saber que a revista CartaCapital dá esta oportunidade de apresentar o diálogo inter-religioso. Tentarei, com o maior esforço possível, escolher os melhores assuntos para apresentar a visão do Islã sobre tais assuntos aos leitores da revista. Cumprimento a todos.

por Hamdullah Ozturk

Hamdullah OzturkTeólogo muçulmano, diretor de atividades religiosas na Comunidade Turco-Americana de Chicago. Escreve às terças-feiras

 

 

 

Publicado originalmente em: https://www.cartacapital.com.br/

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer