Últimas notícias

Membro turco do ISIS continuou a utilizar bancos locais apesar dos mandados de prisão e das investigações de financiamento do terrorismo

Membro turco do ISIS continuou a utilizar bancos locais apesar dos mandados de prisão e das investigações de financiamento do terrorismo
agosto 07
03:43 2022

Um turco de 48 anos, procurado por ser preso sob acusação de terrorismo por ligações com o Estado islâmico no Iraque e na Síria (ISIS), continuou a utilizar os serviços bancários da Turquia, de acordo com arquivos confidenciais obtidos pela Nordic Monitor. 

Um mandado de prisão foi emitido em 2013 para Ahmet Gürler, um residente da província conservadora da Turquia de Konya, pelo 2º Tribunal Penal Superior de Konya. Ele também enfrentou dois casos separados de terrorismo apresentados contra ele por promotores públicos em 2014 e 2015. Em março de 2018 a polícia também pediu à Comissão de Investigação de Crimes Financeiros (MASAK) que investigasse suas contas bancárias e bens, dizendo que ele era membro do grupo terrorista ISIS. 

No entanto, apesar de ter sido objeto de um inquérito do MASAK e de ter procurado em vários mandados de prisão, os registros mostram que ele conseguiu entrar no sistema financeiro turco, abrindo contas bancárias e de cartão de crédito no Denizbank, um banco privado turco, que antes pertencia ao Sberbank russo e que é administrado pelo NBD dos Emirados desde 2019. 

Embora ele tenha sido marcado como um perigoso jihadista em 2013 e tenha enfrentado casos criminais desde então, levou oito anos até que o Presidente Recep Tayyip Erdoğan assinou um decreto governamental em 24 de dezembro de 2021 que ordenou o congelamento de seus bens. 

Os registros bancários em seu arquivo MASAK mostram que Gürler tinha mantido 16 contas bancárias em vários bancos, incluindo emprestadores estaduais. Ele conseguiu abrir cinco contas de cartão de crédito e contas correntes em novembro de 2018, sete meses depois que a polícia pediu à MASAK que investigasse suas finanças. 

Tanto o ISIS quanto a Al-Qaeda conseguiram, em um ou outro momento, acessar o sistema financeiro turco e tirar proveito dos bancos turcos, graças ao ambiente permissivo criado pelo governo do Partido Islâmico Justiça e Desenvolvimento (AKP), que é liderado pelo Presidente Erdoğan. 

O governo Erdoğan, que controla o MASAK, provou ser indulgente e clemente quando se trata de punir os perigosos jihadistas da Al-Qaeda e do ISIS. Continuou adiando a implementação de muitas recomendações feitas pelo Grupo de Ação Financeira (GAFI) para alinhar as leis e regulamentos turcos com as regras globais na prevenção do financiamento do terrorismo e das atividades de lavagem de dinheiro. 

Como resultado, em outubro de 2021, a Turquia foi colocada sob vigilância pelo GAFI global de vigilância de lavagem de dinheiro por deficiências no combate à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo. A inclusão da Turquia na lista cinza do GAFI significa que o governo Erdoğan tem deficiências estratégicas no combate à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo. 

Um relatório do Tesouro dos EUA sobre programas de combate ao financiamento do terrorismo e atividades para interromper o financiamento ISIS divulgado em 4 de janeiro de 2021 indicou que o grupo terrorista continua a depender de “centros logísticos” dentro da Turquia para suas finanças. 

“O ISIS continuou a usar empresas de serviços financeiros, incluindo hawalas, para movimentar fundos dentro e fora do Iraque e da Síria, muitas vezes confiando em centros logísticos na Turquia e em outros centros financeiros”, disse o relatório do Tesouro dos EUA. 

Nos últimos anos, muitos indivíduos e entidades sediadas na Turquia foram designados como facilitadores financeiros do ISIS pelo Departamento de Controle de Ativos Estrangeiros (OFAC) do Departamento do Tesouro. As designações confirmaram um padrão no qual o ISIS tem usado o sistema financeiro na Turquia para financiar sua rede, enquanto as autoridades se esquivam de fixar as células do ISIS. 

A Turquia também foi acusada pelos investigadores da ONU de ser um importante centro de captação de recursos para grupos filiados ao ISIS em toda a região. 

por Abdullah Bozkurt 

Fonte: Turkish member of ISIS continued to use local banks despite arrest warrants and probe for terror financing – Nordic Monitor  

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer