Últimas notícias
  • Bancos turcos adotando o sistema de pagamentos russo Cinco bancos turcos assumiram o sistema de pagamentos russo conhecido como Mir, disse no sábado o presidente turco Recep Tayyip Erdoğan, após suas conversas com o presidente Vladimir Putin no resort do Mar Negro de Sochi.  ...
  • Putin tem a chave para a reeleição de Erdoğan, diz o analista russo O contínuo apoio político e financeiro do presidente russo Vladimir Putin é necessário para que o presidente turco Recep Tayyip Erdoğan ganhe a reeleição no próximo ano, disse um importante analista russo na segunda-feira, refletindo sobre uma reunião entre eles em Sochi, Rússia, que gerou alarme nas capitais ocidentais. ...
  • Usina nuclear na Ucrânia é bombardeada A Rússia e a Ucrânia trocaram acusações na segunda-feira de que cada lado está bombardeando a maior usina nuclear da Europa, no sul da Ucrânia. A Rússia alegou que o bombardeio ucraniano causou um aumento de energia e incêndios e forçou o pessoal a baixar a produção de dois reatores, enquanto a Ucrânia culpou as tropas russas por armazenarem armas lá. ...
  • Turquia está construindo fábrica de drones na Ucrânia para combater as forças de Putin A empresa turca Baykar, que produz os muito amados drones de ataque "Bayraktars" da Ucrânia, está atualmente no processo de construção de uma fábrica em território ucraniano, segundo o embaixador da Ucrânia na Turquia, Vasyl Bodnar. ...
  • Inflação anual do Istambul atinge a maior alta de 99% em 24 anos Os preços de varejo na maior cidade da Turquia e centro comercial da Istambul aumentaram 4,09% mês a mês em julho, para uma taxa anual de 99,11%, a maior inflação da cidade desde fevereiro de 1998, informou a mídia local na segunda-feira, citando dados da Câmara de Comércio Istambul (İTO). ...
  • Turquia e Rússia devem atuar em cooperação contra o terrorismo na Síria O presidente russo Vladimir Putin e o presidente turco Tayyip Erdogan confirmaram a determinação de agir em cooperação contra organizações terroristas na Síria, de acordo com uma declaração conjunta após sua reunião bilateral. ...
  • Rússia está usando usina nuclear como ‘escudo’, situação ‘fora de controle’, dizem as autoridades  As autoridades internacionais estão cada vez mais alarmadas com a situação de segurança na usina elétrica de Zaporizhzhia, a maior usina nuclear da Europa, com o embaixador americano na Ucrânia na quarta-feira acusando as forças russas de usá-la como "escudo nuclear" - disparando contra os ucranianos em torno da instalação, sabendo que eles não podem atirar de volta por medo de desencadear uma catástrofe nuclear. ...
  • Inflação na Turquia sobe para quase 80%, atingindo os consumidores A inflação anual na Turquia subiu para quase 80% em julho, dados oficiais mostraram na quarta-feira, com os preços dos alimentos, da habitação e da energia atingindo duramente os consumidores. ...
  • O poder de longo alcance de Erdoğan: 3 austro-turcos detidos por suspeita de espionagem O Ministério do Interior austríaco confirmou que três turcos austríacos foram detidos em junho por suspeita de espionagem de dissidentes para a Organização Nacional de Inteligência da Turquia (MİT) e foram libertados aguardando julgamento após interrogatório, informou a Turkish Minute. ...
  • Vítimas da repressão pós-golpe de Erdoğan presas na Turquia depois de rejeitas pela Grécia Três turcos que enfrentavam a prisão por acusações falsas de terrorismo como parte de uma repressão lançada pelo presidente Recep Tayyip Erdoğan após uma tentativa de golpe em 2016 e foram forçados de volta pela Grécia no início de julho, depois de terem fugido através da fronteira, foram presos pelas autoridades turcas, informou a Turkish Minute na quarta-feira. ...

Profissionais de saúde turcos realizam protesto nacional por assassinato de cardiologista

Profissionais de saúde turcos realizam protesto nacional por assassinato de cardiologista
julho 12
16:36 2022

Médicos e profissionais de saúde de toda a Turquia saíram às ruas na quinta-feira enquanto faziam uma greve de dois dias para protestar contra o recente assassinato de um cardiologista na província central de Konya, informou a Turkish Minute. 

O parente de um paciente atirou fatalmente em Ekrem Karakaya, cardiologista do Hospital da Cidade de Konya, na quarta-feira, e depois tirou sua própria vida. Houve alegações de que o agressor, identificado como Hacı Mehmet Akçay, responsabilizou o médico pela morte de sua mãe, que morreu de um ataque cardíaco um mês antes, segundo os relatórios. 

Após o incidente, a Associação Médica Turca (TTB), um dos principais sindicatos de saúde da Turquia, divulgou uma declaração por escrito para anunciar uma greve de dois dias em todo o país, informando aos cidadãos que os serviços de saúde seriam prestados como nos feriados públicos e instando-os a não tentar ter acesso aos serviços de saúde, exceto em emergências. 

De acordo com a declaração, dezenas de médicos e profissionais de saúde, incluindo principalmente membros do TTB, fizeram uma greve de dois dias em várias províncias, incluindo İstanbul, Ankara, Çanakkale, Eskişehir, Adıyaman, Bartın, Bursa e Bolu, a partir das 9 horas da manhã de quinta-feira. 

Grupos de médicos e profissionais de saúde observaram um minuto de silêncio, seguido de uma concentração de 15 minutos e uma declaração à imprensa, para protestar contra o assassinato de Karakaya, acusando o governo do Partido da Justiça e Desenvolvimento (AKP) de não tomar as medidas necessárias para protegê-los contra atos de violência e pedindo ao Ministro da Saúde Fahrettin Koca que se demita. 

Segundo o site Artı Gerçek News, a polícia interveio em um protesto em İstanbul usando spray de pimenta e formando barricadas na tentativa de impedir os manifestantes de marcharem em direção à Diretoria Provincial de Saúde İstanbul em Fatih. 

“Você vai nos matar também”, gritaram os manifestantes aos policiais que tentavam dispersar a manifestação, Artı Gerçek disse. 

Um vídeo lançado pela mídia local também mostrou um grande grupo de manifestantes vaiando o Ministro Koca em Kayseri, onde ele foi assistir ao funeral de Karakaya, com muitas pessoas cantando slogans exortando-o a se demitir. 

O ataque de quarta-feira veio em um momento em que centenas de médicos estão deixando a Turquia e se mudando para o exterior devido aos frequentes atos de violência e às más condições de trabalho no país. É comum na Turquia que pacientes ou seus parentes ataquem médicos, exigindo ser tratados imediatamente ou responsabilizando-os pela morte de um membro da família. 

A comunidade médica vem exigindo cargas de trabalho mais gerenciáveis, maior segurança e um aumento na remuneração devido à pesada carga de trabalho causada pela pandemia COVID-19, aumento dos casos de violência física contra trabalhadores da área de saúde e aumento da inflação – registrada a uma alta de duas décadas, de acordo com números oficiais – que reduzem os salários dos médicos próximo ao salário-mínimo. 

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdoğan, provocou raiva e desapontamento quando, em um discurso no início de março, condenou um número crescente de médicos turcos que estão escolhendo se mudar para o setor privado ou ir para o exterior em busca de melhores oportunidades de trabalho, dizendo que são livres para ir e que a Turquia encontrará maneiras de compensar sua perda. 

Depois de enfrentar uma reação de raiva da comunidade médica, cujos milhares de membros saíram às ruas por ocasião do Dia da Medicina, marcado a cada 14 de março na Turquia, Erdoğan mais tarde elogiou os esforços dos médicos, especialmente durante a pandemia, e disse: “A Turquia está sempre precisando de seus médicos e está em dívida para eles”. 

Fonte: Turkish healthcare workers stage nationwide protest over murder of cardiologist – Stockholm Center for Freedom (stockholmcf.org)  

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer