Últimas notícias

Situação da comunidade Alevi da Turquia piorando sob a liderança de Erdoğan: Comissão de Liberdade Religiosa dos EUA

Situação da comunidade Alevi da Turquia piorando sob a liderança de Erdoğan: Comissão de Liberdade Religiosa dos EUA
julho 07
19:12 2021

A Comissão dos Estados Unidos sobre Liberdade Religiosa Internacional (USCIRF) apontou que a discriminação contra a comunidade Alevi na Turquia é galopante e generalizada e que a situação sob a liderança do presidente Recep Tayyip Erdoğan só está piorando, em uma mensagem divulgada na sexta-feira, a 28º aniversário do Massacre de Sivas.

De acordo com a USCIRF, o incidente refletiu o preconceito e o ódio que a comunidade enfrenta em sua terra natal.

“O governo dos EUA e a comunidade internacional devem continuar a pedir a Erdoğan e a coalizão que suporta seu governo composta pelo partido de Erdoğan,o  AKP [Partido da Justiça e Desenvolvimento], e o  MHP [Partido do Movimento Nacionalista] que reconheçam os direitos dos Alevi”, disse o analista político da USCIRF John Lechner em uma entrevista podcast.

Em 2 de julho de 1993, uma multidão enfurecida incendiou o Hotel Madımak na província de Sivas, matando 37 pessoas, a maioria artistas e acadêmicos Alevi que estavam lá para participar de uma conferência organizada pela Pir Sultan Abdal Culture Foundation (PSAKD).

Esteve presente Aziz Nesin, um escritor turco de esquerda, odiado entre os sunitas religiosos na Turquia, que se tornou alvo de ataques por tentar traduzir o polêmico romance “Os Versos Satânicos” de Salman Rushdie para o turco.

Um grupo de radicais islâmicos, provocado por vários líderes políticos locais, se reuniu em frente ao hotel após a oração de sexta-feira e acusou os participantes da conferência de serem infiéis.

Trinta e três participantes, dois funcionários do hotel e dois manifestantes morreram no incêndio. Nesin conseguiu escapar porque os agressores inicialmente não o reconheceram.

Em uma ação polêmica, o presidente Erdoğan em 2020 usou seu poder presidencial para perdoar um homem que foi condenado à prisão perpétua por seu papel no massacre de Sivas.

Vários advogados que defenderam os suspeitos do massacre mais tarde se tornaram políticos do partido governante de Erdoğan.

Fonte: https://stockholmcf.org/situation-of-turkeys-alevi-community-getting-worse-under-erdogan-leadership-us-religious-freedom-commission/

Marcadores

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer