Últimas notícias

O silêncio de Erdogan enquanto chefe da máfia ameaça principal líder da oposição na Turquia

O silêncio de Erdogan enquanto chefe da máfia ameaça principal líder da oposição na Turquia
novembro 20
18:00 2020

Em uma carta aberta cheia de obscenidades e ameaças de violência física, um importante líder da máfia turca acusou Kemal Kilicdaroglu, principal líder da oposição na Turquia, de traição em conjunto com militantes curdos e potências estrangeiras.

O principal líder da oposição turca, Kemal Kilicdaroglu, apresentou acusações ao gabinete do promotor-chefe de Istambul contra um notório chefe da máfia turca em 18 de novembro, depois que ele o ameaçou abertamente em uma carta que ele compartilhou via Twitter, causando alvoroço. O advogado de Kilicdaroglu disse que a bravata de quatro páginas escrita à mão e assinada por Alaattin Cakici representava uma ameaça direta ao seu cliente, que é o líder do  Partido Republicano do Povo (CHP) pró-secular.

Na carta, datada de 17 de novembro e salpicada de obscenidades e ameaças de violência física, Cakici acusou Kilicdaroglu de traição em conluio com militantes curdos e potências estrangeiras. “Seja sensato”, ele alertou, usando uma expressão que é comumente usada por gangsters turcos para intimidar suas vítimas. A ira de Cakici foi provocada pela sugestão de Kilicdaroglu em um discurso no parlamento no mesmo dia em que o mafioso havia sido recentemente libertado da prisão graças à pressão sobre o presidente turco Recep Tayyip Erdogan de seu parceiro nacionalista de extrema direita Devlet Bahceli, enquanto milhares de prisioneiros de consciência continuam a apodrecer nas prisões turcas.

Cakici se orgulha de seus laços estreitos com Bahceli: O líder nacionalista visitou Cakici quando adoeceu na prisão em 2018 e se reuniu com ele após sua libertação em abril deste ano sob uma polêmica lei de anistia que foi promovida por seu Partido de Ação Nacionalista (MHP). Bahceli usou o Twitter para defender Cakici contra os “colaboradores” de Kilicdaroglu que ele alegou estarem tentando difama-lo, dizendo que ele e o líder da máfia acreditavam na mesma causa.

As ameaças contra Kilicdaroglu foram recebidas com silêncio por Erdogan e por membros de seu Partido da Justiça e Desenvolvimento. Sua aparente indiferença contradiz às recentes promessas de Erdogan, que foram ecoadas por seu ministro da Justiça, por amplas reformas econômicas e judiciais que visam restaurar a confiança dos investidores na economia fragilizada da Turquia.

 “Os otimistas que queriam dar a Erdogan o benefício da dúvida após sua promessa de reforma legal devem agora perceber que esta era mais uma promessa vazia dele”, observou Aykan Erdemir, um ex-parlamentar CHP que dirige o programa da Turquia na Fundação para Defesa das Democracias, um think tank com sede em Washington. “As autoridades turcas continuam a processar as expressões legítimas de dissidência, enquanto oferecem impunidade às ameaças feitas por chefes da máfia e vigilantes. O governo de Erdogan está intimamente envolvido com uma longa lista de criminosos e figuras corruptas para aparentar até mesmo um semblante de estado de direito e o devido processo legal ”, acrescentou ele em comentários enviados por e-mail ao Al-Monitor.

Cakici, cuja ficha criminal inclui o comando de gangues armadas e a ordem do assassinato de sua ex-mulher em uma pista de esqui turca, dominou o submundo da Turquia por quase quatro décadas. Ele também está associado aos Lobos Cinzentos, a organização ultranacionalista que funcionou como o braço da juventude do MHP em batalhas de rua com os esquerdistas na década de 1970 que deixaram milhares de mortos. O grupo foi recentemente proibido na França, devido aos seus violentos ataques contra os armênios . Cakici foi preso após o golpe militar de 1980 por sua participação no assassinato de 41 esquerdistas.

Seu mais recente período atrás das grades pelo assassinato de sua ex-mulher, cujo pai também era um notório mafioso, começou em 2004, quando ele foi pego na Áustria carregando um passaporte de serviço especial sob o nome de um ex-chefe da inteligência. Autoridades turcas confirmaram que Cakici – operando sob o codinome “Atilla” – foi usada pelo estado como assassino de aluguel  contra seus inimigos domésticos e estrangeiros. Entre eles, militantes armênios que assassinaram pelo menos 36 diplomatas turcos entre 1974 e 1991, bem como curdos. Embora as relações do estado com figuras do submundo como Cakici sejam desfarçadas de patriotismo, elas beneficiaram uma sucessão de membros desonestos do aparato de segurança com envolvimento no comércio de drogas e armas. Erdogan assumiu o poder em 2002 com a promessa de erradicar o chamado estado profundo, mas acabou aliado a ele, dizem os críticos.

A aliança de Erdogan com Bahceli, iniciada na esteira do golpe fracassado de 2016, claramente encorajou gente como Cakici, que também criticou o presidente turco.

Ryan Gingeras, autor de “Heroína, Crime Organizado e a Criação da Turquia Moderna” e professor de assuntos de segurança nacional na Escola de Pós-Graduação Naval em Monterey, disse: “Acho que é seguro assumir que Cakici acredita que pode escapar impune de ameaças Kilicdaroglu por causa de seus laços com MHP e fraqueza do sistema de justiça. ” Em comentários enviados por e-mail ao Al-Monitor, ele acrescentou: “Também se pode dizer que é um produto da ‘licença de celebridade’. É assim que ele é e é exatamente por isso que é famoso. Portanto, sim, mais uma vez afirma que o sistema de justiça criminal turco é seletivo quando se trata de quem é processado por infrações claras. Isso demonstra o poder da direita turca e a relevância contínua de suas ideias na história contemporânea. ”

Mas pode não ser tão fácil para Cakici. Um tribunal de Istambul o sentenciou no mês passado com uma pena de  17 anos por um catálogo de crimes, incluindo a tentativa de homicídio de um parente. Um tribunal de apelações terá a palavra final sobre o caso.

Texto Original  disponível em: https://www.al-monitor.com/pulse/originals/2020/11/turkey-opposition-chp-kilicdaroglu-threats-alattin-cakici.html

Marcadores

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer