Últimas notícias

Turquia prende dois jornalistas acusados de espionagem política e militar

Turquia prende dois jornalistas acusados de espionagem política e militar
junho 10
13:07 2020

Dois jornalistas de órgãos de comunicação social da Turquia conectados com a oposição foram presos na sequência de uma investigação sobre “espionagem política e militar”, noticiou esta segunda-feira 08, a agência de notícias do Estado, Anadolu.

Ismail Dukel, correspondente da Telel TV em Ancara e Muyesser Yldiz, coordenador da publicação jornalística na internet OdaTV, na capital da Turquia, foram detidos e interrogados pela polícia anti-terrorismo.

O chefe de redação da Telel TV, Merdan Yanardag, confirmou as detenções através de uma mensagem que partilhou na rede social Twitter acusando as autoridades de terem lançado “um ultimato contra a comunicação social”.

A agência Anadolu não detalha as razões concretas das detenções mas o jornal pró-governamental Sabah afirma que os jornalistas estavam na posse de informações sobre a presença militar da Turquia na Líbia e na Síria.

O jornal refere-se a informações “que se destinavam à espionagem militar”.

Yldiz, detido da OdaTV, tinha realizado uma entrevista a um elemento das Forças Armadas que também foi preso, sobre os planos militares turcos na Líbia onde Ancara mantém militares destacados para assessorar o governo de Tripoli.

Em março, dois jornalistas da OdaTV foram presos e podem vir a ser condenados a nove anos de prisão pelo artigo que assinaram sobre a morte de um agente dos serviços de informações turco, na Líbia.A Turquia é um país frequentemente acusado pelas organizações não-governamentais de atentar contra a liberdade de imprensa, presseguir jornalistas e encerrar publicações.

Fonte: https://noticias.mmo.co.mz/2020/06/turquia-prende-dois-jornalistas-acusados-de-espionagem-politica-e-militar.html#ixzz6Oygc8GyO

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer