Últimas notícias
  • Forte terremoto atinge a Grécia, Chipre, Turquia e Egito Um forte terremoto atingiu várias ilhas na Grécia e outras regiões do Mediterrâneo Oriental, incluindo a região sul da Antália na Turquia, bem como cidades no Egito. ...
  • UE diz que Turquia ainda está “recuando” nas reformas e sombria nas chances de adesão O executivo da União Europeia disse na terça-feira que a candidatura da Turquia à adesão ao bloco havia "parado" em meio a sérias deficiências democráticas, em seu relatório anual mais crítico desde que Ancara iniciou as negociações de adesão há 16 anos. ...
  • Embaixada da Turquia nas Filipinas espionou 29 críticos de Erdoğan A Embaixada da Turquia nas Filipinas espionou os cidadãos turcos no país e encaminhou a lista de perfis ilegais para Ancara, o que levou ao lançamento de procedimentos judiciais infundados contra eles, informou o Nordic Monitor, citando documentos legais. ...
  • Lira turca atinge recorde de baixa enquanto Erdogan despede banqueiros centrais A lira turca afundou a uma baixa recorde em relação ao dólar americano na quinta-feira depois que o presidente Recep Tayyip Erdoğan demitiu três membros do banco central em um decreto no meio da noite, informou a Agence France-Presse. ...
  • Condições de trabalho degradantes expulsam médicos da Turquia Milhares de médicos estão deixando a Turquia como resultado dos baixos salários aliados à violência que enfrentam de pacientes zangados e seus familiares, uma situação só agravada pela pandemia do coronavírus e pela crise econômica resultante. ...
  • SADAT, “Exército paralelo” de Erdoğan, pode assassinar dissidentes O notório chefe da máfia turca, Sedat Peker, alegou em uma série de tweets que a SADAT, um grupo paramilitar ligado ao Presidente Recep Tayyip Erdoğan, poderia possivelmente realizar assassinatos de dissidentes que vivem na Turquia e no exterior num futuro próximo, noticiou a mídia local. ...
  • Deputado pede a libertação de paciente com câncer terminal Um deputado do Partido Democrata Popular (HDP), pró-curdo, pediu a libertação imediata de Ayşe Özdoğan, uma mulher criticamente doente que sofre de uma forma rara de câncer e foi enviada para a prisão para cumprir uma sentença de condenação por vínculos com o movimento Hizmet no início deste mês, informou a mídia local. ...
  • Outro Dia, Outro Expurgo no Banco Central da Turquia As cabeças estão rolando no banco central da Turquia, desta vez por não baixar as taxas de juros agressivamente o suficiente. Cortes mais profundos provavelmente virão, talvez logo na próxima semana. Este é um jogo perigoso quando a maior parte do mundo está se movendo na direção oposta. É improvável que uma moeda já maltratada se saia bem, e qualquer fragmento de credibilidade que a política monetária tenha deixado neste icônico mercado emergente será corroído. ...
  • O advogado do Twitter na Turquia tuita discurso de ódio contra o movimento Hizmet O advogado Gönenç Gürkaynak, que representa o Twitter na Turquia, usou de discurso de ódio contra apoiadores do movimento Hizmet numa série de tweets no sábado, perguntando se consideravam exterminar-se a si próprios, informou na segunda-feira o Stockholm Center for Freedom. ...
  • O Alto Custo de uma Turquia Imprevisível Faltando vinte meses para as eleições legislativas e presidenciais na Turquia, o debate político será feroz. O Ocidente poderá optar por não ver a sua relação com Ancara deteriorar-se ainda mais.  ...

Igreja armênia da Turquia revela novo patriarca em eleição controversa

Igreja armênia da Turquia revela novo patriarca em eleição controversa
dezembro 13
11:44 2019

A comunidade armênia da Turquia votou na quarta-feira no bispo Sahak Maşalyan como seu novo patriarca, em uma eleição que os críticos dizem ter sido ofuscada pela intervenção do governo turco.

Os delegados elegeram Maşalyan, 57, como o 85º patriarca dos cristãos ortodoxos armênios na Turquia. A igreja anunciou no final de um processo eleitoral que começou em 7 de dezembro. Ele sucede ao patriarca Mesrob II, que faleceu em março aos 62 anos. Arcebispo Aram Ateşyan, atua como patriarca interino desde 2008, quando Mesrob ficou incapacitado e se retirou de suas funções.

Ateşyan e Maşalyan estavam entre os três candidatos que conseguiram se candidatar depois que a Turquia decidiu que o clero armênio que atualmente serve no exterior não seria elegível. O terceiro candidato desistiu da disputa em protesto, enquanto alguns membros da comunidade boicotaram a eleição, segundo relatos da mídia turca.

O patriarca é considerado o chefe dos armênios na Turquia, com um número estimado de 70.000, e serve como intermediário entre o governo e a comunidade. As autoridades turcas costumam confiar na cooperação do patriarca por seus esforços para combater movimentos em todo o mundo para reconhecer os assassinatos em massa de armênios pelos turcos otomanos um século atrás como genocídio.

Os historiadores estimam que 1,5 milhão de armênios foram mortos durante a Primeira Guerra Mundial, e muitos estudiosos o consideram o primeiro genocídio do século XX. A Turquia contesta a descrição, dizendo que a cifra foi inflada e que os mortos foram vítimas de uma guerra civil. A Turquia pediu repetidamente por um comitê conjunto de historiadores para investigar os assassinatos.

Garo Paylan, um deputado no parlamento da Turquia, estava entre os membros da comunidade que boicotaram a eleição.

“Não considerarei o escolhido como meu patriarca”, escreveu ele no Twitter, acrescentando que aqueles que interferiram nas eleições entrariam nas “páginas escuras” da história.

No ano passado, o governo turco interveio para interromper as eleições no patriarcado com o argumento de que “as condições necessárias para o processo eleitoral não haviam sido cumpridas” e que Mesrob ainda estava vivo.


Fonte: Turkey’s Armenian church unveils new patriarch in controversial election

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer