Últimas notícias

Liberdade de imprensa da Turquia não melhora diz relatório

Liberdade de imprensa da Turquia não melhora diz relatório
novembro 22
17:27 2019

“O ambiente de liberdade de imprensa na Turquia não melhorou desde o suspenção do estado de emergência em julho de 2018. Dezenas de jornalistas permanecem atrás das grades ou sob proibição de viajar como consequência de uma repressão prolongada e motivada politicamente contra a mídia”, Um relatório recente elaborado por oito organizações internacionais de liberdade de imprensa e jornalismo disse segunda-feira, após uma breve visita à Turquia em setembro e uma série de entrevistas com autoridades, associações e jornalistas turcos.

O relatório é o resultado de uma colaboração entre o Instituto Internacional de Imprensa (IPI), ARTIGO 19, o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ), o Centro Europeu para a Liberdade de Imprensa e Mídia (ECPMF), a Federação Europeia de Jornalistas (EFJ), Repórteres sem Fronteiras (RSF), PEN norueguês e PEN Internacional, afirmou o IPI em seu site.

Ele reflete as conclusões de uma missão conjunta à Turquia de 11 a 13 de setembro, durante a qual os oito grupos se reuniram com o Tribunal Constitucional da Turquia, o Supremo Tribunal de Apelações e o Ministério da Justiça, bem como grupos da sociedade civil e jornalistas com base na Turquia, acrescentou.

O Partido (AKP), no poder da Turquia, prendeu centenas de jornalistas críticos ao governo após um golpe fracassado em 15 de julho de 2016 por terrorismo ou acusações de golpe sob o pretexto de uma luta anti-golpe.

“A remoção de até um terço dos juízes e uma onda de casos resultantes da repressão pós-golpe colocaram um fardo sobre o judiciário, mas não podem ser usados ​​como desculpa para deixar de oferecer reparação às contínuas, sistêmicas e severas violações de direitos fundamentais ”, segundo o relatório.

“A Turquia deve revisar urgentemente todas as leis antiterror e difamação, repetidamente abusadas para silenciar a imprensa crítica. Em particular, deve acabar com a fusão deliberada de críticas públicas com propaganda terrorista ”, recomendou o relatório, referindo-se a dezenas de casos criminais abertos contra jornalistas turcos.

Fonte: https://www.turkishminute.com/2019/11/19/report-turkeys-press-freedom-not-improved-after-state-of-emergency-journalists-remain-behind-bars/

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer