Últimas notícias

Autora Asli Erdogan incapaz de aceitar prêmio devido a proibição de viagens

Autora Asli Erdogan incapaz de aceitar prêmio devido a proibição de viagens
agosto 30
16:23 2017

A autora turca Asli Erdogan, que foi solta em 29 de dezembro de 2016 depois de 132 dias na cadeia devido a ligações com o jornal pró-curdos Ozgur Gundem, não conseguirá participar de uma cerimônia na Alemanha para aceitar o Prêmio Erich Maria Remarque em 22 de setembro devido à imposição de uma proibição de viagens sobre ela.

De acordo com o Hürriyet, o canal alemão ZDF 2 anunciou na terça-feira que o Prêmio Erich Maria Remarque para 2017 seria concedido a Erdogan pelo o que ela escreveu sobre desenvolvimentos políticos na Turquia; contudo, ela não será capaz de participar da cerimônia para aceitar o prêmio pois as autoridades turcas apreenderam seu passaporte como uma decisão do tribunal proibindo ela de viajar para fora do país.

Depois de sua prisão, Erdogan recebeu vários prêmios de todo o mundo, incluindo o Prêmio Paz Stuttgart, o Prêmio Tucholsky e o Prêmio ECF Princesa Margriet pela Cultura. Ela não foi capaz de viajar para fora do país para aceitar esses prêmios, igualmente, devido à proibição a viagens. Alguns deles foram presenteados a ela na Turquia.

A renomada escritora Erdogan e vários outros intelectuais, jornalistas e acadêmicos foram presos em um inciamento por servirem como consultores do conselho editorial do jornal pró-curdos. O indiciamento retratou Özgür Gündem como uma publicação da “organização terrorista,” em referência ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).

Fonte: www.turkishminute.com

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer