Últimas notícias
  • Embaixada da Turquia nas Filipinas espionou 29 críticos de Erdoğan A Embaixada da Turquia nas Filipinas espionou os cidadãos turcos no país e encaminhou a lista de perfis ilegais para Ancara, o que levou ao lançamento de procedimentos judiciais infundados contra eles, informou o Nordic Monitor, citando documentos legais. ...
  • Lira turca atinge recorde de baixa enquanto Erdogan despede banqueiros centrais A lira turca afundou a uma baixa recorde em relação ao dólar americano na quinta-feira depois que o presidente Recep Tayyip Erdoğan demitiu três membros do banco central em um decreto no meio da noite, informou a Agence France-Presse. ...
  • Condições de trabalho degradantes expulsam médicos da Turquia Milhares de médicos estão deixando a Turquia como resultado dos baixos salários aliados à violência que enfrentam de pacientes zangados e seus familiares, uma situação só agravada pela pandemia do coronavírus e pela crise econômica resultante. ...
  • SADAT, “Exército paralelo” de Erdoğan, pode assassinar dissidentes O notório chefe da máfia turca, Sedat Peker, alegou em uma série de tweets que a SADAT, um grupo paramilitar ligado ao Presidente Recep Tayyip Erdoğan, poderia possivelmente realizar assassinatos de dissidentes que vivem na Turquia e no exterior num futuro próximo, noticiou a mídia local. ...
  • Deputado pede a libertação de paciente com câncer terminal Um deputado do Partido Democrata Popular (HDP), pró-curdo, pediu a libertação imediata de Ayşe Özdoğan, uma mulher criticamente doente que sofre de uma forma rara de câncer e foi enviada para a prisão para cumprir uma sentença de condenação por vínculos com o movimento Hizmet no início deste mês, informou a mídia local. ...
  • Outro Dia, Outro Expurgo no Banco Central da Turquia As cabeças estão rolando no banco central da Turquia, desta vez por não baixar as taxas de juros agressivamente o suficiente. Cortes mais profundos provavelmente virão, talvez logo na próxima semana. Este é um jogo perigoso quando a maior parte do mundo está se movendo na direção oposta. É improvável que uma moeda já maltratada se saia bem, e qualquer fragmento de credibilidade que a política monetária tenha deixado neste icônico mercado emergente será corroído. ...
  • O advogado do Twitter na Turquia tuita discurso de ódio contra o movimento Hizmet O advogado Gönenç Gürkaynak, que representa o Twitter na Turquia, usou de discurso de ódio contra apoiadores do movimento Hizmet numa série de tweets no sábado, perguntando se consideravam exterminar-se a si próprios, informou na segunda-feira o Stockholm Center for Freedom. ...
  • O Alto Custo de uma Turquia Imprevisível Faltando vinte meses para as eleições legislativas e presidenciais na Turquia, o debate político será feroz. O Ocidente poderá optar por não ver a sua relação com Ancara deteriorar-se ainda mais.  ...
  • Lançada investigação sobre assassinatos políticos antes das eleições de 2023 Um promotor turco iniciou uma investigação sobre as reivindicações, recentemente manifestadas por altas figuras da oposição, de que os assassinatos políticos podem ocorrer na Turquia à medida que as eleições de 2023 se aproximam, informou a mídia local na quarta-feira. ...
  • AKP e MHP rejeitam moção para investigar os atentados de 2015 em Ancara  Partido da Justiça e Desenvolvimento da Turquia (AKP) e seu aliado, o Partido do Movimento Nacionalista (MHP), rejeitaram uma moção parlamentar para investigar o ataque terrorista mais mortal da história da Turquia, que custou a vida de mais de 100 pessoas em Ancara em 2015, noticiaram os meios de comunicação turcos. ...

Ministro das Relações Exteriores da Turquia diz que o atirador da casa noturna foi identificado

Ministro das Relações Exteriores da Turquia diz que o atirador da casa noturna foi identificado
janeiro 04
12:01 2017

O Ministro das Relações Exteriores Mevlut Cavusoglu na quarta-feira anunciou que o atirador da casa noturna do Dia de Ano Novo foi identificado e que a caça continua.

Contudo, o Ministro não publicou o nome do agressor que perpetrou o ataque pelo qual o Estado Islâmico (ISIS) reivindicou responsabilidade. Na quarta-feira cinco pessoas em conexão com o ISIS foram detidas em Esmirna. Desde quarta-feira à noite, um total de 21 pessoas tem estado sob custódia. Os detentos são supostamente da Síria e do leste do Turquestão.

Na terça-feira, logo em seguida da publicação de novas imagens e vídeos do atirador que matou pelo menos 39 pessoas em uma popular casa noturna em Istambul, a polícia havia detido sua esposa na província de Konya.

O atirador supostamente veio do Quirguistão para Istambul de avião em 20 de novembro com sua esposa e dois filhos e alugou um apartamento na cidade da Anatólia Central de Konya.

Os vizinhos em Konya informaram a polícia sobre a família do atirador depois que as imagens apareceram na mídia, e devido a isso a esposa do atirador foi detida. Ela supostamente contou à polícia que não tinha ideia sobre a simpatia de seu esposo pelo ISIS, quem dirá sua conexão com um grupo terrorista. A esposa do atirador foi levada de Konya para Istambul, e a polícia anunciou que as digitais do atirador também foram encontradas sem revelar seu nome.

A CNNTurk relatou na terça-feira que o rifle usado na ataque à casa noturna não havia sido usado em qualquer outro ataque anterior.

Apesar de oito pessoas terem sido detidas na investigação sobre o massacre, nenhuma delas é supostamente o próprio atirador.

“Em continuação das operações abençoadas que o Estado Islâmico está conduzindo contra a protetora da cruz, a Turquia, um soldado heroico do califado atacou umas das casas noturnas mais famosas onde os cristãos celebram seu feriado apóstata”, disse a declaração do ISIS conforme relatada pela Reuters.

Trinta e cinco vítimas do massacre realizado pelo atirador solitário nas primeiras horas do domingo foram identificadas, com 24 delas sendo estrangeiros e 11 cidadãos turcos, relatou a DHA.

Um pouco depois da 1:00 da manhã do Dia de Ano Novo, um homem empunhando um rifle Kalashnikov matou um policial e um civil no lado de fora da entrada da popular casa noturna Reina e entrou com tudo no estabelecimento, atirando aleatoriamente em alguns das centenas de foliões comemorando o Ano Novo.

Dos 25 homens e 14 mulheres vítimas da matança, sete eram sauditas, dois indianos, um do Canadá, um da Síria, um de Israel, dois tunisianos, quatro iraquianos, um libanês e um da Bélgica. Onze eram cidadãos turcos.

O Instituto de Medicina Forense (ATK) está trabalhando para identificar os quatro estrangeiros restantes que foram mortos no alvoroço.

Círculos pró-governo na Turquia continuam a culpar os EUA pelo ataque devido a avisos de segurança anteriores.

Em 22 de dezembro a Embaixada Americana em Ancara havia emitido um aviso de segurança. Logo após o ataque no Dia de Ano Novo, o dono da Reina, Mehmet Kocarslan, disse, baseando-se em o que leu na mídia conforme esclareceu depois, os EUA haviam alertado sobre um possível ataque 10 dias antes do Ano Novo, em referência a um aviso geral de segurança dos EUA.

Em uma nova declaração publicada no domingo, a Embaixada Americana em Ancara disse que contrário a rumores circulando nas mídias sociais, o governo americano não possuía informações sobre as ameaças a pontos de entretenimento específicos, incluindo a Casa Noturna Reina, e que o governo americano não alertou os americanos para que ficassem longe de pontos ou vizinhanças específicos.

Fonte: www.turkishminute.com

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer