Últimas notícias

Vice-Premiê diz que o principal perpetrador do golpe fracassado de julho ainda é desconhecido

Vice-Premiê diz que o principal perpetrador do golpe fracassado de julho ainda é desconhecido
dezembro 07
15:52 2016

O vice Primeiro-Ministro Numan Kurtulmus disse na terça-feira que o principal perpetrador da tentativa fracassada de golpe em 15 de julho ainda é desconhecido apesar do fato de Adil Oksuz ter sido declarado o principal suspeito pelas autoridades.

Em um discurso durante uma reunião de Assembleia Geral no Parlamento na terça-feira, Kurtulmus disse: “Adil Oksuz é apenas uma figura obscura. Quem é o número um da [tentativa] de golpe? Ninguém tem [essa informação] ainda”.

Kurtulmus disse que suas declarações estão baseadas em experiência política em vez de informações de fato.

“Literalmente, nós não conhecemos as identidades do número um e do número dois [perpetradores do golpe fracassado]. Não sabemos quem teria vindo ao poder se o golpe tivesse sido bem-sucedido. Essa informação ainda não foi revelada; contudo, acreditamos que os tribunais revelarão tudo isso”.

A Turquia sobreviveu a uma tentativa de golpe militar em 15 de julho que matou mais de 240 pessoas e feriu outras mil. Imediatamente após a tentativa de golpe, o governo do Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP) juntamente ao Presidente Recep Tayyip Erdogan colocaram a culpa no movimento Gulen, inspirado pelas ideias e opiniões de Fethullah Gulen, erudito islâmico turco radicado nos EUA.

Apesar do fato de Gulen e o movimento terem negado a acusação e clamado por uma investigação internacional, Erdogan – chamando a tentativa de golpe de “um presente de Deus” – e o governo lançaram um amplo expurgo com o objetivo de limpar os simpatizantes do movimento de dentro das instituições estatais, desumanizando suas figuras populares e colocando-as sob custódia.

Mais de 115.000 pessoas foram expurgadas dos órgãos estatais, mais de 80.000 detidas e quase 40.000 presas desde a tentativa de golpe. Entre os presos estão jornalistas, juízes, promotores, policiais, militares, acadêmicos, governadores, e até um comediante.

Os bens de milhares de empresários, escolas, universidades, hospitais, associações e instituições comerciais supostamente ligados só movimento Gulen foram confiscados pelo governo AKP.

Fonte: www.turkishminute.com

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer