Últimas notícias

AKP evita investigação sobre a tentativa de golpe

AKP evita investigação sobre a tentativa de golpe
agosto 22
10:57 2016

O único partido político que ainda tem que indicar algum de seus deputados como membro da comissão parlamentar, estabelecida como uma investigação sobre tentativa de golpe de 15 de julho, é o AKP, disse Kemal Kilicdaroglu, líder da principal oposição, o CHP.

Em 26 de julho todos os partidos políticos, incluindo o AKP, CHP, MHP e HDP, concordaram em criar uma comissão parlamentar destinada a averiguar a sangrenta tentativa de golpe. No entanto, o AKP tem relutado em nomear um membro para a comissão até agora, apesar de que todos os outros três partidos já nomearam os seus.

“Hoje é 17 de agosto: todos os partidos – MHP, HDP, CHP – indicaram membros para a comissão. Apenas o AKP não indicou um membro. Quero perguntar isso ao Primeiro-Ministro Binali Yildirim: ‘Porque você não está indicando membros do parlamento para a comissão? Por que razão?’” o discurso de Kilicdaroglu foi traduzido pelo jornal Birgun em 18 de agosto.

O vice-presidente do grupo do AKP, Bulent Turan, disse em resposta na sexta-feira: “Queremos iniciar essa tarefa em um período que seja bem produtivo. O estabelecimento da comissão agora seria um desperdício de tempo. Pois as suspensões [dos suspeitos] e [seus] testemunhos ainda tem que ser encerrados. O que essas pessoas [membros da comissão] vão investigar? Vão conversar com quem?”

A Turquia sobreviveu a uma tentativa de golpe militar em 15 de julho, que matou cerca de 240 pessoas e feriu outros mil. Enquanto que o governo acusa o Movimento Gulen, que é baseado na fé, de arquitetar o golpe, o movimento repetidamente repudiou tais alegações, condenando qualquer intervenção em administrações democraticamente eleitas.

Mais de 80.000 pessoas foram expurgadas de instituições públicas enquanto que mais de 40.000 foram detidas por supostas ligações com o movimento desde 15 de julho. Enquanto isso, cerca de 20.000 pessoas foram presas, dando apoio às alegações de que o governo explora a tentativa para encarcerar dissidentes.

Em suas observações iniciais quando a tentativa ainda tinha que ser repudiada, o Presidente Recep Tayyip Erdogan disse que a tentativa de golpe era um presente de Deus para limpar o movimento de dentro das instituições estatais.

Fonte: turkeypurge.com

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer