Últimas notícias

Organizações acadêmicas denunciam expurgo na Turquia

Organizações acadêmicas denunciam expurgo na Turquia
agosto 11
11:33 2016

45 organizações acadêmicas internacionais de todo o mundo denunciam veementemente o expurgo em massa de reitores e professores universitários na Turquia.

As organizações citadas abaixo observam coletivamente com profunda preocupação as aparentes ações para desmantelar a maioria da estrutura da educação superior turca através de expurgos, restrições e asserções de controle central, um processo iniciado no começo desse ano e que agora está acelerando com alarmante velocidade.

Por sermos associações acadêmicas, temos compromisso com os princípios da liberdade acadêmica e da liberdade de expressão. Os recentes acontecimentos na Turquia anunciam um assalto em massa e virtualmente sem precedentes contra esses princípios. Um dos líderes dos sistemas de educação superior da região do Oriente médio está sob ameaça severa como resultado disso, assim como as carreiras e os meios de subsistência de muitos de seus docentes e administradores acadêmicos. Nossa preocupação com a situação nas universidades turcas vem aumentando há um ano, conforme as autoridades turcas tomaram ações para fazer retaliações contra acadêmicos por expressarem suas visões políticas – alguns meramente assinando uma petição dos “Acadêmicos pela Paz” que critica violações dos direitos humanos.

Ainda assim, a ameaça à liberdade acadêmica e à educação superior piorou recentemente de uma forma dramática. Entre as repercussões da tentativa de golpe fracassada de 15-16 de julho de 2016, o governo turco tem tomado ação para expurgar funcionários do governo no Ministério da Educação e convocou a renúncia de todos os reitores de universidades públicas e particulares do por todo o país. No momento que essa carta é escrita, parece que mais de 15.000 empregados do ministério da educação foram despedidos e quase 1.600 reitores – 1.176 de universidades públicas e 401 de universidades particulares – foram intimados a renunciar. Além disso, 21.000 professores de escolas particulares tiveram suas licenças de ensino canceladas. E ainda mais, reportagens sugerem que restrições de viagem ao exterior foram impostas sobre acadêmicos em universidades públicas e que acadêmicos turcos no exterior foram intimados a retornarem à Turquia. A escala das restrições de viagem, suspensões e renúncias impostas no setor da educação aparentemente vai muito além do que o ataque a indivíduos que possam ter qualquer conexão com a tentativa de golpe.

A repressão sobre o setor da educação cria a aparência de um expurgo daqueles considerados inadequadamente leais ao atual governo. Ainda mais, a remoção de todos os reitores por todo o país representa um assalto direto contra a autonomia institucional das universidades da Turquia. A substituição da administração de todas as universidades simultaneamente pelo Alto Conselho da Educação, que é controlado pelo executivo, daria ao governo controle administrativo direto de todas as universidades turcas. Essa concentração e centralização de poder sobre todas as universidades são claramente inimigas da liberdade acadêmica. Além disso, o histórico do governo de exigir que administradores de universidades tomem ações disciplinares significativas contra oponentes aparentes – como foi o caso contra os signatários da petição Acadêmicos pela Paz – dá credibilidade aos temores de que a mudança nas administrações das universidades será o primeiro passo de um expurgo ainda mais amplo contra acadêmicos na Turquia. No começo deste ano, já estava claro que o governo turco, em uma questão de meses, havia acumulado um histórico alarmante de violações da liberdade acadêmica e da liberdade de expressão. As consequências da tentativa de golpe podem ter acelerado esses ataques contra a liberdade acadêmica de maneiras ainda mais alarmantes.

Como organizações acadêmicas, nós coletivamente clamamos por respeito à liberdade acadêmica – incluindo a liberdade de expressão, opinião, associação e viajar – e à autonomia das universidades na Turquia, oferecemos nosso apoio aos nossos colegas turcos, apoiamos a “chamada à ação” de 15 de janeiro da Associação para os Estudos do Oriente-Médio, pedimos que os interlocutores diplomáticos da Turquia (tanto de organizações dos estados quanto internacionais) advoguem vigorosamente pelos direitos dos acadêmicos turcos e pela autonomia das universidades turcas, sugiram que outras organizações acadêmicas falem com veemência contra a ameaça à academia turca, e alertem instituições acadêmicas através do mundo que os colegas turcos provavelmente precisarão de apoio moral e substancial nos dias a seguir.”

Signatários:

Academic Engagement Network
African Studies Association
American Academy of Religion
American Anthropological Association
Executive Committee of the American Comparative Literature Association
American Council of Learned Societies
American Folklore Society
American Historical Association
American Society for Environmental History
American Sociological Association
American Studies Association
Association for Middle East Women’s Studies
Association for Slavic, East European, and Eurasian Studies
Association for the Study of the Arts of the Present
British International Studies Association
British Society for Middle Eastern Studies
Executive Committee of the California Scholars for Academic Freedom
Economic History Association
European Association for Middle Eastern Studies
European Association of Social Anthropologists
European Network for Cinema and Media Studies (NECS)
Executive Board of the European Society for Translation Studies
German Middle East Studies Association (DAVO)
German Studies Association
International Center for Medieval Art
Italian American Studies Association
Italian Society for Middle Eastern Studies (SeSaMo)
Latin American Studies Association
Law and Society Association
Linguistic Society of America
The Medieval Academy of America
Middle East Studies Association
Modern Language Association
National Communication Association
Ottoman and Turkish Studies Association
Political Studies Association
Société Française de Littérature Générale et Comparée
Society for Cinema and Media Studies
Society for Classical Studies
Society of Architectural Historians
Society of Biblical Literature
Southeastern Medieval Association
TESOL International Association
West African Research Association
World History Association

Fonte: www.turkeypurge.com

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer