Últimas notícias

Polícia faz batida em jornal, prende chefe de redação

Polícia faz batida em jornal, prende chefe de redação
julho 21
14:19 2016

O escritório do jornal Meydan sofreu uma batida da Polícia de Istambul na quarta-feira à noite, o Chefe de Redação Levent Kenez e o Editor-executivo Gulizar Baki foram detidos, enquanto isso buscas foram conduzidas no prédio, em o que é considerado como parte da grande repressão do governo como consequência da tentativa de golpe da última sexta-feira.

Sob ordem de um promotor de Istambul, a polícia fez uma batida no prédio do jornal em Istambul sob acusações de “divulgarem propaganda do terrorismo” e conduziram uma busca após evacuarem o escritório. Foi relatado que a polícia arrombou a porta e rendeu alguns funcionários no chão, antes de deter Kenez e Baki.

O aviso do promotor endereçado ao jornal disse que a ordem estava baseada na matéria principal de terça-feira que alegava que a recente tentativa de golpe poderia ter sido tramada pelo governo. A notícia também mencionou que o jornal publicou uma “foto enorme do líder de organização terrorista Fethullah Gulen” e ordenou a parada da publicação do jornal.

Gulen é um erudito islâmico turco, que vive na Pensilvânia em exílio autoimposto. O Presidente Recep Tayyip Erdogan acusou o movimento Gulen de estar por detrás da tentativa de golpe da última sexta-feira que causou a morte de cerca de 200 pessoas ao longo da noite antes de ser suprimido. Erdogan exigiu a extradição de Gulen dos EUA. Gulen recentemente liberou uma declaração condenando a tentativa de golpe militar fracassada na Turquia, chamando de “humilhantes” as alegações de seu envolvimento.

O Coordenador de Publicações do jornal Meydan, Yusuf Acar, contou à mídia, durante a batida da polícia, que seu time já estava trabalhando na última edição impressa quando o editor e o distribuidor do jornal encerraram o contrato. Acar afirmou que a razão da batida foi a publicação no jornal de uma entrevista de um órgão de mídia internacional com Gulen.

O movimento Gulen é uma iniciativa social de base inspirada por Gulen e que realiza atividades de caridade por todo o mundo, incluindo educação, distribuir ajuda humanitária e fornecer água potável, especialmente em países africanos.

O movimento Gulen não é considerado como tendo influência sobre os militares turcos, que são conhecidos por suas raízes kemalistas, que são contra o movimento Gulen. Os militares rebeldes que tentaram montar um golpe chamaram a si mesmos de “Conselho de Paz em Casa”, em uma declaração fizeram ser transmitida à força na emissora estatal TRT na noite de sexta-feira. O nome é uma referência a “Paz em casa, paz no mundo”, que é um dito famoso de Mustafa Kemal Ataturk, o fundador da República da Turquia.

Fonte: https://www.turkishminute.com/2016/03/05/turkish-police-raid-zaman-hqs-fire-tear-gas-on-readers-after-govt-takeover/

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer