Últimas notícias
  • Inflação turca se aproximou de 85% em setembro, em torno de 72% no final do ano Espera-se que a inflação anual da Turquia suba perto de 85% em setembro e foi vista diminuindo apenas para 72% no final de 2022, uma pesquisa da Reuters mostrou na quarta-feira, depois que o banco central chocou os mercados ao cortar as taxas duas vezes, apesar do aumento da inflação. ...
  • Turquia se curva à pressão dos EUA, corta os laços bancários com os russos O florescente comércio da Turquia com Moscou em tempo de guerra deu um grande passo atrás na quarta-feira com a confirmação de que os três últimos bancos ainda processando pagamentos com cartão russo estavam se retirando sob pressão de Washington. ...
  • Jornalista investigativo que reporta desde o exílio é alvo de jornal pró-Erdoğan Cevheri Güven, um jornalista de investigação no exílio, cujos vídeos no YouTube, nos quais ele fala sobre a corrupção e as relações obscuras do governo turco, atraem centenas de milhares de espectadores, foi alvo de um jornal pró-governo que revelou seu endereço e publicou secretamente fotos sua, noticiou o Turkish Minute. ...
  • Turquia promete defender interesses contra Grécia em meio a tensões A Turquia convocou na segunda-feira o embaixador grego para protestar contra o suposto envio de dezenas de veículos blindados fabricados nos EUA para as ilhas gregas que, segundo Ankara, deveriam permanecer desmilitarizadas em conformidade com os tratados internacionais. ...
  • Relatório da ONU implica que Turquia pode ter cometido crimes de guerra com mortes de civis em ataques na Síria Há motivos razoáveis para acreditar que o uso de armas explosivas não guiadas para atacar áreas urbanas e vilarejos equivale ao crime de guerra de lançar um ataque indiscriminado causando morte e ferimentos a civis, disse a Comissão Internacional Independente de Inquérito da ONU sobre a República Árabe da Síria em um relatório publicado em 14 de setembro, referindo-se a morteiros que podem ter sido disparados da Turquia e vários ataques com drones matando civis em várias ocasiões em 2022. ...
  • Fundação sediada nos EUA dirigida pela família de Erdoğan se finge de morta após transferências de dinheiro suspeita O presidente turco Recep Tayyip Erdoğan tinha uma programação em Nova York, aonde vai todos os anos à Assembleia Geral das Nações Unidas, para participar do tradicional jantar de gala da Fundação Turken, que é dirigido por seus familiares e parentes. Entretanto, este ano, Erdoğan não participou de nenhum evento da Turken. O presidente da Turken teve uma breve reunião com Erdoğan junto com uma dúzia de outros representantes de ONGs turco-americanas no domingo. A decisão do escritório Erdoğan está no fato de que a fundação está enfrentando sérias acusações de recebimento ilegal do dinheiro dos contribuintes turcos. Curiosamente, a fundação não tem se envolvido em nenhuma atividade por muito tempo.  ...
  • Procurador turco expulso por supostamente ajudar inteligência iraniana a sequestrar dissidentes De acordo com a mídia turca, o mais alto conselho judicial da Turquia expulsou um promotor público que foi anteriormente preso como parte de um caso envolvendo acusações de espionagem e sequestro em nome da inteligência iraniana. ...
  • Possível risco sancionatório força bancos turcos a agir sobre sistema de pagamento russo Dois bancos privados na Turquia suspenderam o uso do sistema de pagamento russo Mir no início desta semana, após sinais de alerta dos Estados Unidos. ...
  • O significado das ideias econômicas incomuns de Erdogan para a Turquia O presidente turco Recep Tayyip Erdogan não é o único político que não gosta quando os bancos do país cobram das pessoas relativamente pesado para pedir dinheiro emprestado. O que o diferencia é sua crença pouco ortodoxa em taxas de juros baixas e sua determinação em obter o controle da política monetária dos banqueiros centrais. O resultado: Uma sucessão de cortes de taxas de referência que alimentou a inflação desenfreada e precipitou um colapso da moeda.  ...
  • Voos Moscou-Istambul esgotados em meio à mobilização militar de Putin Os russos compraram todos os voos diretos entre Moscou e Istambul para os próximos três dias após a mobilização parcial dos militares russos anunciada pelo Presidente Vladimir Putin, informou na quarta-feira o Middle East Eye. ...

Erdogan diz que ajuda humanitária é insuficiente

Erdogan diz que ajuda humanitária é insuficiente
maio 23
09:57 2016

Na abertura de cúpula da ONU, presidente turco diz que apenas alguns países “carregam o fardo” da crise migratória. Em seu discurso, Merkel critica sistema de ajuda humanitária mundial e pede mudanças.

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, apelou nesta segunda-feira (23/05) à comunidade internacional para que haja uma maior partilha da responsabilidade na ajuda humanitária.

Em discurso na sessão de abertura da Cúpula Humanitária Mundial, promovida pelas Nações Unidas em Istambul até terça, Erdogan alegou que apenas alguns países “estão suportando o fardo” da crise migratória.

“O atual sistema é insuficiente. O fardo é suportado apenas por alguns países e todos deveriam assumir essa responsabilidade a partir de agora”, afirmou.

Desde a entrada em vigor do acordo EU-Turquia sobre os refugiados, em 20 de março, a migração descontrolada para a UE sobre o Mar Egeu recuou drasticamente. Mas autoridades europeias acusam Ancara de reter refugiados sírios com qualificação profissional e enviar à Europa requerentes de asilo com doenças graves e nenhuma formação.

Mais de 50 líderes mundiais participam do encontro, incluindo a chanceler federal alemã, Angela Merkel, que deve se reunir com Erdogan. Merkel expressou preocupação com o futuro dos curdos na Turquia, depois de a maioria do partido governista AKP ter aprovado a retirada de imunidade de 138 deputados, o que abre caminho para a eliminação de grupos opositores no Parlamento.

Em carta endereçada ao secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, o partido pró-curdos HDP acusou Erdogan de violar direitos humanos e estimular a violência “sectária” na Síria.

“Permenecemos profundamente preocupados com a possibilidade de que receber um encontro importante como este sirva de cobertura ao regime de Erdogan das terríveis violações de direitos e crimes que estão sendo cometidos”, diz o texto.

No domingo, o ex-ministro dos Transportes turco Binali Yildirim, aliado de longa data de Erdogan, foi confirmado como novo líder do AKP e nomeado como primeiro-ministro. Ele assume com a missão de reformar a Constituição para alterar o sistema político parlamentarista para o presidencialista e, assim, fortalecer Erdogan.

Merkel pede mobilização pela Síria

Em seu discurso na Cúpula Humanitária, Merkel afirmou que o sistema de entrega de ajuda humanitária não funciona e apelou para que a situação mude, sobretudo em tempos de crise.

“Hoje ainda não temos um sistema de ajuda humanitária que funcione”, afirmou. “Frequentemente, as promessas são feitas, mas o dinheiro não alcança os locais onde ele se faz mais necessário.”

Merkel também criticou a violação de direitos humanos em zonas de conflito. “Na Síria e em outros lugares, hospitais e centros médicos são borbadeados e as pessoas estão perdendo suas vidas”, afirmou.

Fonte: http://noticias.terra.com.br/

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer