Últimas notícias

Veículos internacionais pedem liberdade de imprensa na Turquia

Veículos internacionais pedem liberdade de imprensa na Turquia
outubro 30
13:49 2015

‘Nós insistimos que você cultive uma cultura em que a liberdade de imprensa seja totalmente respeitada’, pede a carta ao presidente turco

Mais de 50 editores de diferentes veículos internacionais assinaram e enviaram uma carta aberta ao presidente turco Racep Tayyip Erdogan, nesta sexta-feira (30/10), para alertá-lo a respeito das violações que o país vem cometendo contra a imprensa.

O governo de Erdogan promoveu um ataque ao grupo de mídia Koza Ipek Media, dois ataques ao jornal turco Hurriyet e prendeu três jornalistas da Vice – um deles é iraniano e está preso há dois meses – e dois repórteres britânicos nos últimos dois meses. Todos foram detidos por acusações infundadas de terrorismo e sem serem julgados.

“Nos últimos dois meses, os ataques e assédios a jornalistas têm aumentado num grau alarmante. (…) Neste clima de intimidação, há também a preocupação de um aumento da cultura da impunidade que serve para depravar os jornalistas das garantias de seguranças necessárias para que eles realizem seu trabalho; deixando-nos vulneráveis ao ‘bullying’ e até dano físico. A relutância do governo e, em alguns casos, a falha, em condenar ataques em jornalistas é um desenvolvimento alarmante”, diz um trecho da carta.

Entre as 55 assinaturas coletadas estão a de Dean Baquet, editor executivo do The New York Times; Antonio Caño, editor-chefe do El Pais; Michèle Léridon, diretora de notícias globais da Agence France-Presse (AFP); e Marcelo Rech, diretor executivo de jornalismo do Grupo RBS.

No texto, eles ainda reconhecem as tensões pelas quais a Turquia está passando, visto que eleições parlamentares ocorrerão no domingo (01/11). Reforçaram, porém, que, por fazer parte da Convenção Europeia de Direitos Humanos, o país e suas instituições têm a obrigação de respeitar e garantir a liberdade de expressão.

Em relatório da ONG Repórteres Sem Fronteiras, de 2012, a Turquia foi considerada a “maior prisão do mundo para jornalistas”. Em ranking realizado em 2015 sobre liberdade de imprensa, a Turquia ficou na posição 149, sendo o primeiro lugar ocupado pelo país com a maior liberdade. 180 países foram ranqueados.

“Nós insistimos que você cultive uma cultura em que a liberdade de imprensa seja totalmente respeitada”, pediram os editores a Erdogan.

Fonte: http://operamundi.uol.com.br/

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer