Últimas notícias

Rússia e Turquia poder ter cometido crimes de guerra na Síria, diz ONU

Rússia e Turquia poder ter cometido crimes de guerra na Síria, diz ONU
março 05
10:49 2020

Rússia matou civis em ataques aéreos na Síria na ano passado enquanto que rebeldes aliados à Turquia realizaram assassinatos e pilhagem em áreas curdas, disseram investigadores da ONU – ações que poderiam resultarem em crimes de guerra cometidos tanto por Moscou quanto Ancara.

Um relatório da uma comissão da ONU descobriu que a Rússia – o principal aliado do governo sírio – conduziu ataques aéreos em um mercado popular e em um campo para pessoas deslocadas que matou dezenas de civis em julho e agosto do ano passado.

“Em ambos os incidentes, a força aérea russa não dirigiu os ataques a um objetivo militar específico, resultando no crime de guerra de lançar ataques indiscriminados em áreas civis,” disse o relatório.

Ele também descreveu abusos de rebeldes aliados à Turquia durante um ataque a áreas mantidas por curdos, e disse que se os rebeldes estivessem agindo sob o controle das forças militares turcas, esses comandantes estariam passíveis de crime de guerra.

Paulo Pinheiro, o presidente da comissão, disse que ele adicionou nomes ligados aos crimes mais recentes à sua lista confidencial de pessoas suspeitas de serem os perpetradores.

Ela recebeu 200 pedidos de autoridades judiciais no mundo todo por informações sobre crimes cometidos durante a guerra de nova anos da Síria, contou ele a uma coletiva de imprensa.

“Aterrorizando internacionalmente”

No relatório, que cobriu o período de julho de 2019 a fevereiro de 2020, os investigadores denunciaram ataques “deliberados” do governo sírio e forças aliadas contra locais civis protegidos, incluindo hospitais e escolas.

“Existe um crime de guerra de aterrorizar intencionalmente uma população para forçar ela a se mudar. Estamos vendo esse quadro emergir muito claramente por exemplo, em Idlib onde, porque esses lugares estão sendo bombardeados, as pessoas estão tendo que se mudar de lá,” disse Hanny Megally, membro do painel da comissão.

Forças do governo sírio apoiadas pelos russos avançaram profundamente na província de Idlib no remoto noroeste em uma campanha para retomar o último bolsão rebelde significativo do país. A matança forçou cerca de um milhão de civis a fugirem.

Até 10 crianças morreram de frio nas últimas semanas depois de viverem a céu aberto na fronteira turca, disse Megally.

O relatório da ONU culpou a Rússia por um ataque aéreo na cidade de Maarat al Numan em 22 de julho quando pelo menos 43 civis foram mortos. Dois prédios residenciais e 25 lojas foram destruídos depois que pelo menos dois aviões de guerra russos deixaram a base aérea de Hmeimim e circularam na área, disse ele.

Semanas depois, um ataque no complexo de Haas para os deslocados matou pelo menos 20 pessoas, incluindo oito mulheres e seis crianças, e feriu 40 outras, disse o relatório.

Ele também exortou a Turquia a investigar se era possível para um ataque aéreo contra um comboio civil perto de Ras al-Ain que matou 11 pessoas em outubro passado.

A Turquia negou ter um papel no ataque, que o Observatório Sírio para os Direitos Humanos, um monitor de guerra baseado no Reino Unido, disse que foi conduzido por aeronaves turcas.

Fonte: Russia, Turkey may have committed war crimes in Syria: UN

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer