Últimas notícias

Turquia libera dono de jato em que autoridades brasileiras apreenderam 1,3 toneladas de cocaína

Turquia libera dono de jato em que autoridades brasileiras apreenderam 1,3 toneladas de cocaína
dezembro 31
18:43 2021

Şeyhmus Özkan, o presidente do conselho da ACM Holding que foi detido na Turquia em 29 de dezembro como parte de uma investigação sobre 1,3 toneladas de cocaína apreendidas em um avião operado por sua empresa neste verão, foi libertado sem acusações, noticiou a mídia local na sexta-feira.

A polícia brasileira em agosto apreendeu 1,3 toneladas de cocaína escondida em 24 malas e pertencente a Angel Alberto Gonzalez Valdes, 60 anos de idade, que embarcou num jato particular operado pela companhia aérea turca ACM Air, de propriedade da ACM Holding, no Aeroporto Leite Lopes, em Ribeirão Preto. O avião estava se dirigindo para a Bélgica via Lisboa.

Gonzalez, que foi preso no Brasil, morreu em uma prisão em outubro.

Um tribunal brasileiro absolveu Veli Demir, o piloto turco do jato particular que chegou à Turquia em 26 de dezembro. Ao chegar, Demir foi detido pela polícia turca de narcóticos e preso aguardando julgamento por um tribunal por acusações de tráfico de drogas logo em seguida.

Após a prisão de Demir, a polícia de narcóticos também invadiu a sede da ACM Holding em Istambul em 27 de dezembro, apreendendo documentos e detendo Özkan e outros seis como parte de uma investigação lançada pelo Ministério Público Principal de Küçükçekmece.

Os detidos, identificados na reportagem da mídia turca como Leyla Özkan, Ali Burak Bülbül, Fatih Rasim Bahar, Bekir Koray Özdoğan e Nesime Özlem Bektaş, além de Özkan, foram libertados por um tribunal na sexta-feira.

De acordo com reportagens da mídia local, a conta no Instagram de Özkan tornou-se ativa após sua detenção, e várias fotos foram publicadas mostrando-o com o Ministro do Interior turco Süleyman Soylu e o proprietário do fabricante de veículos BMC, Ethem Sancak, um ex-membro do órgão executivo do Partido da Justiça e Desenvolvimento (AKP) e um ardente apoiador do Presidente Recep Tayyip Erdoğan.

Muitos interpretaram o movimento como uma tentativa do empresário de usar seus vínculos com o governo do AKP para sua libertação da prisão.

“Şeyhmus Özkan … é detido assim que chega ao TR. Imediatamente após sua detenção, sua conta Instagram torna-se ativa e as fotos são carregadas com Soylu e Ethem Sancak. O que acontece em seguida? O homem anda livre 🙂. Ele então apaga as fotos”, disse o jornalista Onur Öncü na sexta-feira.

A mídia local informou que o avião no qual a polícia brasileira apreendeu as 1,3 toneladas de cocaína já havia sido usado pelo Primeiro-Ministro e pela Presidência da Turquia durante anos e foi vendido em 2016.

A repressão da polícia brasileira ao contrabando de drogas veio depois que o chefe da máfia turca, Sedat Peker, havia revelado o suposto envolvimento da AKP, partido governante da Turquia, no tráfico internacional de cocaína, alegando que a Turquia havia se tornado parte de uma nova rota para o contrabando de cocaína, graças aos esforços dos políticos governantes da Turquia.

Erkan Yıldırım, filho do ex-vice-presidente Binali Yıldırım, que atualmente é vice-presidente da AKP, fazia parte de uma grande rede de tráfico de drogas envolvendo a Venezuela e a Turquia, Peker havia reivindicado em um vídeo postado no YouTube no final de maio.

De acordo com Peker, Erkan Yıldırım viajou para a capital venezuelana de Caracas em janeiro e fevereiro para estabelecer uma nova rota de tráfico de drogas após uma incursão na Colômbia no ano passado, quando as autoridades colombianas apreenderam 4,9 toneladas de cocaína com destino à Turquia. Peker disse que as medidas implementadas pelas autoridades colombianas forçaram a rede turca de tráfico de drogas a encontrar uma nova rota via Venezuela.

Fonte: Turkey releases owner of jet in which Brazilian authorities seized 1.3 tons of cocaine – Turkish Minute

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer