Últimas notícias

Escolas do Hizmet, seu sucesso e a Fundação Maarif Pró-Erdogan

Escolas do Hizmet, seu sucesso e a Fundação Maarif Pró-Erdogan
dezembro 13
15:44 2016

As autoridades turcas fecharam todas as instituições educacionais particulares nos níveis primário, secundário e terciário, pouco depois do levante de julho na Turquia alegando que os proprietários dessas escolas particulares eram responsáveis pelo complô para derrubar a administração liderada pelo Presidente Recep Erdogan.

As escolas afiliadas ao Movimento Hizmet têm existido na Turquia desde a década de 80 e apenas se expandiram para um fenômeno global nos últimos 20 anos.

As Escolas do Movimento Hizmet eram escolas particulares ou semi-particulares fundadas pelos membros do Movimento Hizmet. Essas escolas tinham muitas histórias de sucesso acadêmico e esportivo, iniciações culturais, tanto em toda a nação turca quanto na arena internacional.

A Turquia tinha seguido o modelo das escolas do Hizmet especialmente nas últimas três décadas. Cursinhos do movimento Hizmet, da mesma forma, registraram histórias de enorme sucesso em vestibulares. Dos anos 80 até a presente data, em quase todos os vestibulares, os alunos dos cursinhos do Hizmet desfrutaram dos primeiros lugares nesses vestibulares nacionais competitivos.

Todas as escolas do Movimento Hizmet na Turquia foram banidas através de lei após a tentativa de golpe em 15 de julho de 2016. O presidente da Turquia havia assinado um decreto que permite a extensão do período de detenção preventiva e o fechamento de instituições ligadas ao Movimento Hizmet.

De acordo com o gabinete de Recep Tayyip Erdogan, o decreto fechou 1.043 escolas particulares, 1.229 fundações e associações, 35 instituições médicas, 19 sindicatos e 15 universidades.

O governo da Turquia tinha resolvido se assegurar de que as escolas gerenciadas pelos participantes do Hizmet não fossem permitidas a funcionar a despeito da história de sucesso em promover a educação em todos os níveis no país.

As escolas pertencentes ao Hizmet globalmente, especialmente na Nigéria, são conhecidas por sua competência em treinar os alunos de ciências em escolas secundárias e cursos orientados às ciências em suas universidades.

Foi estabelecido aqui na Nigéria que alunos que estudaram com o Hizmet sempre venceram as competições de matemática e ciências nos níveis estadual e nacional, além do prêmio em bolsa de estudos para os alunos merecedores.

O sistema de educação do Hizmet ao longo do tempo introduziu estabilidade no setor e igualmente assegurou o ensino e aprendizagem baseados na ciência da computação para os alunos.

Isso, recentemente, melhorou o desempenho dos alunos em várias provas do ensino médio e terciário, localmente e internacionalmente, fornecendo aos alunos nigerianos a oportunidade de assegurar treinamento e educação fora do país.

O governo da Nigéria e suas autoridades regulatórias e de fato os cidadãos estão satisfeitos com a forma e padrão de educação que o Hizmet oferece no país.

O governo não contemplou e não deve pensar em afugentar investidores genuínos operando na Nigéria vindos de qualquer parte do mundo, exceto com base na contravenção das leis do território.

Portanto, a campanha para fechar as escolas e instituições da saúde do Hizmet na Nigéria não vai se sustentar, e eu vou aconselhar outros países africanos a não sucumbirem a quaisquer formas de chantagem feita pelas autoridades turcas no intuito de fechar instituições educacionais pertencentes aos participantes do Hizmet em seus países natais.

Depois de fechar as escolas do Hizmet na Turquia, o Presidente Erdogan introduziu a Fundação Maarif que possui uma rede de escolas que fornece um ensino médio e terciário abaixo do padrão.

Apesar de fortes objeções e brigas no parlamento, em 17 de junho, a casa, dominada pelo AKP, aprovou um projeto de lei criando a Fundação para a Educação controlado pelo estado, a Fundação Maarif.

A legislação pavimenta o caminho para a alocação de recursos públicos enormes para a fundação enquanto a mantém fora do controle do Ministério da Educação em o que parece para muitos um esforço para criar os jovens alinhados com a ideologia do AKP.

A Fundação Maarif da Turquia foi estabelecida em 28 de junho de 2016 como uma iniciativa governamental para desenvolver o sistema educacional: a Fundação Maarif está situada em Istambul.

A lei de número 6721 é a base para a fundação. A Fundação nessa lei está intitulada a iniciar estabelecimentos educacionais do jardim de infância à universidade, incluindo subsidiar alunos com bolsas de estudo e dirigir dormitórios tanto dentro quanto fora da Turquia. Algumas outras atividades tais como pesquisa e desenvolvimento em estudos científicos, publicações e desenvolvimento de métodos de acordo com quadro jurídico dos países hóspedes também se propõe que sejam cumpridas.

Sob o projeto de lei, a fundação receberá inicialmente 1 milhão de liras turcas (R$ 950.000) do orçamento do ministério. Ela também receberá de graça propriedades que o ministério e outras agências públicas possuem fora do país, incluindo terras e prédios. Similarmente, o Ministério das Finanças concederá a ela propriedades do estado por toda a Turquia.

Se espera que a fundação também receba dinheiro, prédios e terras de doadores particulares, que estarão isentos de impostos sobre a renda e a empresa. Ela conseguirá montar empresas e empreendimentos conjuntos, e igualmente isentar essas empresas dos impostos.

Uma provisão crítica permite à Fundação Maarif selecionar e treinar seus próprios professores, sugerindo que o AKP está desconfiado dos professores que estão trabalhando no sistema atual. Cerca de 300.000 jovens que graduaram com diplomas na educação ainda estão desempregados na Turquia, apesar da falta de funcionários em escolas públicas.

Enquanto isso, mais de 300.000 alunos no sudeste, que tem a maioria de sua população composta por curdos, têm sido privados da educação por meses por estarem no meio de embates entre as forças de segurança e militantes curdos.

Contudo, o processo inteiro tem o objetivo de enfraquecer a sociedade e seus cidadãos que investiram fortemente na educação por várias décadas.

A luta contra o Hizmet perpetrada por Erdogan corroeu profundamente a trama econômica da Turquia, afetando adversadamente as transações em setores grandes e importantes.

Compreensivelmente, a Fundação Maarif foi estabelecida para desfazer as escolas do Hizmet globalmente, mas a substância e os padrões das Escolas do Hizmet não poder ser descartados por qualquer forma de instituição na Turquia ou em qualquer outro lugar.

É por isso que as escolas operadas por seus participantes continuarão a receber incentivos e recomendações do público em geral e de seus alunos.

Okojie Mbang

Fonte: www.leadership.ng

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer