Últimas notícias

Erdogan ameaça acusar de terrorismo os que “ainda” apoiam Gülen

Erdogan ameaça acusar de terrorismo os que “ainda” apoiam Gülen
Maio 02
10:35 2016

O Presidente Recep Tayyip Erdogan jurou acusar de terrorismo os que continuam a apoiar o Movimento Gülen, um grupo sócia civil global considerado como uma organização “terrorista” pelo presidente turco, dizendo que eles “aprovariam o que aconteceria a eles”.

“Gostaria de fazer um apelo àqueles que ainda querem ficar dentro dessa estrutura apesar de todos esses documentos que comprovam traição. Desculpe, mas isso significa que aprovam o que aconteceria com eles. Aqueles que permanecem dentro de uma organização terrorista são chamados de terroristas. O que dissemos? Uma estrutura ilegal que parece legal. De agora em diante, os chamaremos de estrutura terrorista ilegal ou de organização terrorista ilegal e assim os reprimiremos”, disse Erdogan no sábado durante um discurso em uma fundação religiosa pró-governo.

Desde que uma investigação que envolveu figuras próximas ao governo, e também os próprios membros do governo, veio à atenção pública em 17 de dezembro de 2013, aconteceram muitas operações policiais similares destinadas a lojistas, professores, membros do judiciário, jornalistas e policiais que são acusados de serem afiliados ao Movimento Gülen, também conhecido com o Movimento Hizmet, uma iniciativa social de base inspirada pelo intelectual turco-islâmico Fethullah Gülen. A investigação de corrupção envolvia o então Primeiro-Ministro Erdogan, membros de sua família e grandes figuras do partido AKP.

Erdogan acusou o Movimento Gülen de tramar a derrubada do seu governo e disse que simpatizantes do movimento dentro do departamento de polícia tinham fabricado o escândalo de corrupção. Desde então, centenas de policiais foram detidos e alguns presos por suposta atividade ilegal durante o curso da investigação. Erdogan disse que levaria a cabo uma “caça-às-bruxas” contra qualquer um com ligações ao movimento.

O Movimento fortemente rejeita as alegações trazidas contra ele. Não existe sequer uma decisão judicial que declare o Movimento como um grupo terrorista.

Traduzido por: Renato José Lima Trevisan

Fonte: www.turkishminute.com

Artigos relacionados

1 Comentário

  1. Maria Pia
    Maria Pia Maio 30, 09:43

    Quem é o terrorista?
    Quem aqui oprimi e quem aqui liberta?

    Responda a esse comentário

Escreva um comentário

Mailer