Últimas notícias

Autoridades negam reportagens de que os EUA multariam os bancos turcos em bilhões de dólares por evadirem as sanções sobre o Irã

Autoridades negam reportagens de que os EUA multariam os bancos turcos em bilhões de dólares por evadirem as sanções sobre o Irã
outubro 23
15:32 2017

As autoridades turcas, no sábado, negaram reportagens que alegavam que seis bancos turcos estejam enfrentando bilhões de dólares em multas das autoridades americanas por supostas violações das sanções sobre o Irã.

De acordo com a Reuters, as autoridades turcas não puderam confirmar uma reportagem do Habertürk em que o jornal citou fontes importantes do setor bancário.

O Habertürk removeu a matéria de seu site no final daquele dia.

O Habertürk não deu o nome dos seis bancos que estão potencialmente enfrentando as multas, mas disse que um banco enfrentaria uma penalidade que passava de 5 bilhões de dólares, enquanto que o resto das multas seria mais baixo.

Duas importantes autoridades turcas em economia contaram à Reuters que a Turquia não recebeu qualquer aviso dos EUA sobre tais penalidades, acrescentando que os reguladores americanos normalmente informariam o conselho de investigação de crimes financeiros do Ministério da Fazenda.

A reportagem surge quando as relações entre Washington e Ancara foram desgastadas por uma série de conflitos diplomáticos, levando ambos os países a diminuírem a emissão de vistos aos cidadãos do outro.

As autoridades americanas atingiram bancos globais com bilhões de dólares em multas por violações de sanções com o Irã e outros países em anos recentes.

O Tribunal Distrital americano para o Distrito do Sul de Nova Iorque em 6 de setembro acusou um antigo ministro da economia turco e o ex presidente de um banco que pertence ao estado de conspirarem para violarem as sanções sobre o Irã ao removerem ilegalmente centenas de milhões de dólares através do sistema financeiro americano em nome de Teerã.

O Presidente Recep Tayyip Erdogan descartou as acusações como motivadas politicamente e equivalente a um ataque sobre a República Turca.

As acusações vêm do caso contra Reza Zarrab, um rico comerciante de ouro turco-iraniano que foi preso em Miami em março de 2016 por evasão de sanções. Erdogan disse que as autoridades americanas possuíam “motivos subsequentes” ao acusarem Zarrab, que se declarou inocente.

Fonte: www.turkishminute.com

Artigos relacionados

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Não há comentários no momento, gostaria de adicionar um?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

Mailer